Gov-03

A felicidade

Felicidade é ser simples e gostar das coisas simples.

São momentos de amor, de paz e de alegria.

Felicidade é ter um amor, um amor sincero, puro e verdadeiro, sem egoísmos.

É conseguir amar, amar em todos os momentos, amar as pessoas, os animais, as flores e tudo o que a vida pode oferecer.

É ter paz, muita paz.

Felicidade é ter um Deus, e acreditar nele mais do que tudo, é sentir a mão forte em que se pode confiar.

É ter um amigo, que seja de fato amigo, que nos escute e nos piores momentos, nos oriente e esteja junto nas alegrias para compartilhar, e nas dificuldades para confortar.

É poder estender a mão e ajudar, ajudar pelo prazer de ajudar, sem jamais pensar na retribuição.

Felicidade é ser simples e gostar das coisas simples.

Ser justo e procurar a verdade para fazer justiça.

Ser humilde é procurar sempre nas pessoas as virtudes.

É perdoar sem guardar rancor algum.

Felicidade é amar os outros como se não houvesse amanhã.

Felicidade é fazer alguém feliz, mesmo que para isso precisemos sofrer.

A felicidade nasce, algumas vezes, de um momento difícil.

A felicidade não está nem nas honras, nem nas riquezas, nem nos prazeres.

De que vale a felicidade, sem a tranquilidade do espírito e do coração?

Não podemos conhecer e avaliar a felicidade, sem tomarmos lições na escola da adversidade.

A felicidade é quase sempre um sonho que temos acordados.

A felicidade e a borboleta voam e nos escapam, no momento em que pensamos apanhá-las.

Todos procuram a felicidade; mas quantos são os que a encontram?

Não procure a felicidade onde não se cultiva a virtude.

Ninguém pode ser verdadeiramente feliz neste mundo, sem ter uma profunda esperança de ver feliz no outro.

Sem Deus, toda a felicidade é incompleta.

UM ÓTIMO INÍCIO DE SEMANA A TODOS!

 

Por Irmã Maria Helena Teixeira, colaboradora JI

 

você pode gostar também