Alunos da Escola Municipal Charles Garcia recebem medalhas de ouro e bronze na Olimpíada Brasileira de Astronomia

Os irmãos Rute de Souza Moura, 12, e Mateus de Souza Moura, 15, alunos do Ensino Fundamental da Escola Municipal Charles Garcia são medalhistas da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA), edição de 2019. Mateus de Souza é aluno do 9º ano e vai receber a medalha de ouro, enquanto que Rute de Souza é aluna da 8º ano e receberá a medalha de bronze numa cerimonia que acontece no início de dezembro na própria escola.

A Olimpíada Brasileira de Astronomia é um evento aberto à participação de escolas públicas ou privadas, urbanas ou rurais, sem exigência de número mínimo ou máximo de alunos. Participam alunos do 1º ano do ensino fundamental até alunos do último ano do ensino médio, além de alunos do ensino superior.

A aluna Rute de Souza Moura recebeu recentemente uma medalha de bronze por ter sido classificada entre os 130 melhores alunos do Estado do Amazonas, durante a 14ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e Particulares (OBMEP). Rute também é destaque no jogo de xadrez sendo a sétima colocada no ranking do Estado do Amazonas e em Parintins ela é a numero 01 na categoria infantil.

Segundo a aluna, a medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Astronomia representa o trabalho dos professores da escola e do apoio total da família em acompanhar os estudos, sempre motivando e incentivando a nunca faltar às aulas ou desistir da escola.  “Estou muito feliz e agradeço imensamente o trabalho dos professores e o apoio da nossa família que nunca mediu esforços para nos manter na escola. Isso para mim é fundamental, pois com apoio e incentivo dos professores nós estamos conseguindo essas medalhas. Eu e meu irmão não temos computador e nem internet em casa, mas a escola disponibiliza para que nós possamos estudar no contraturno as questões e exercícios”, disse.

Para Mateus de Souza, qualquer aluno pode se destacar com disciplina e motivação diária dos professores e principalmente da família. “Fiquei nervoso quando soube do resultado. Não sabia o que dizer. Agradeço a Deus e minha família e a escola que sempre nos motiva. Pretendo agora ser medalhista na Olimpíada Internacional de Astronomia. Essa conquista é fruto do trabalho dos professores que sempre estão nos incentivando a estudar cada vez mais”, destacou o aluno Mateus Souza.

O professor da escola Paulo Tenório disse que é muito gratificante ver o resultado alcançado pelos alunos. “Vale ressaltar que o interesse dele como aluno fez a diferença e, também a própria questão da gestão em fazê-los participarem. O sentimento que fica é de orgulho, de gratidão e a conquista é resultado do trabalho desenvolvido com os alunos. Quando você tem o apoio da família na escola, os resultados começam a aparecer”, ressaltou o professor.

 

SEMED/SECOM

você pode gostar também