Estado

Aulas presenciais na rede estadual retornam na quarta-feira (19/05) em 61 municípios do interior do Amazonas

Decreto faculta, ainda, reabertura das escolas municipais

Gestora da EE Brandão de Amorim, em Parintins, profa. Nazaré Nascimento (Foto: Kedson Silva/JI)

O Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Covid-19 decidiu, em reunião nesta sexta-feira (14/05), autorizar o retorno às atividades presenciais nas escolas estaduais dos 61 municípios do interior do Amazonas. A decisão foi tomada após análise dos dados apresentados pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) aos poderes e órgãos de controle, que apontam a desaceleração dos casos da doença no estado.

Em 2021, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto vai atender cerca de  211 mil estudantes no interior do estado, em 374 instituições nos 61 municípios. Para o retorno, o governador Wilson Lima autorizou  o início da vacinação dos profissionais da educação básica, para a próxima segunda-feira (17/05).

A vacinação em massa dos trabalhadores, começa pela Região Metropolitana de Manaus (RMM) e será estendida aos demais municípios gradativamente, explicou o governador Wilson Lima. “Vamos iniciar pelo interior porque é nesses municípios que as aulas primeiro irão começar. E depois partimos com a vacinação para a capital. Nós temos números favoráveis no interior e também na capital, mas não podemos em nenhum momento descuidar”.

Os municípios de Silves, São Gabriel da Cachoeira, Anori, Canutama, Atalaia do Norte e Benjamin Constant estão com 100% dos profissionais da educação vacinados.

 

Sistema Híbrido

(Foto: Diego Peres/Secom)

Para a volta às aulas, as turmas serão divididas em dois grupos (A e B), que frequentarão a escola em dias alternados, como aconteceu no ano passado. Quando um grupo estiver na unidade, o outro deverá estar em casa, acompanhando as transmissões do “Aula em Casa” ou com as atividades remotas designadas pelas escolas. Os grupos serão definidos pela própria equipe escolar da unidade, que deverá informar os pais e/ou responsáveis.

Desde o ano passado, as escolas da rede estadual estão adaptadas para que se façam cumprir todos os protocolos de segurança em saúde. Foram instalados nas unidades pias e totens/dispositivos de álcool gel e sabão, para que os estudantes e demais membros da equipe escolar possam higienizar corretamente as mãos.

Além disso, as unidades dispõem de tapetes sanitizantes e sinalizações com os principais protocolos e medidas de segurança e enfrentamento à Covid-19.

O secretário de Estado de Educação, Luis Fabian Barbosa, destacou os investimentos que vêm sendo feitos para adequação das escolas desde o ano passado. “Desde o ano passado temos trabalhado na adequação das escolas para que possamos retornar com segurança”, disse.

 

SECOM

Mais informações: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Educação e Desporto: [email protected].

Postado por Carlos Frazão/JI

 

Wilson Lima anuncia início da vacinação dos profissionais da educação

O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou hoje (14/05), durante live nas redes sociais oficiais do Estado, o início da vacinação contra a Covid-19 dos profissionais da educação nos municípios da Região Metropolitana de Manaus a partir da segunda-feira (17/05).

A medida está em consonância com a decisão da juíza da 1ª Vara da Federal do Amazonas, Jaiza Fraxe, que determinou que a União encaminhe 40 mil doses extras de vacinas contra a Covid-19 para imunizar professores.

Com a determinação do governador, não haverá nenhum prejuízo para a imunização dos grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). Serão utilizadas doses remanescentes que fazem parte do 21º lote enviado ao Amazonas. Essas unidades serão repostas quando a União cumprir a determinação da Justiça Federal.

Segundo o PNI, essas doses remanescentes são enviadas para suprir possíveis perdas operacionais, ocasionadas principalmente por falha no transporte e na excursão de temperatura. E, quando não são utilizadas, podem ser administradas.

Em diversas reuniões em fóruns de governadores, inclusive com a presença do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, Wilson Lima defendeu a vacinação dos profissionais da educação. O governador afirmou que a vacinação amplia a segurança dos trabalhadores para o retorno às aulas presenciais.

“Um estudo que foi feito recentemente pela nossa Fundação de Vigilância em Saúde indicou o quanto esses espaços (as escolas) são seguros. Nós não tivemos nenhum caso de transmissão de Covid-19 no ambiente escolar (da rede privada) por alunos e o índice de transmissão entre professores e profissionais da educação foi muito baixo”, disse o governador.

A imunização de trabalhadores da educação contra a Covid-19 começa pelo interior por conta do retorno das aulas de forma híbrida – virtual e on-line – nos municípios. Na mesma transmissão, Wilson Lima anunciou que aulas nas redes públicas nos 61 municípios do interior reiniciam a partir da quarta-feira (19/05), conforme o novo decreto, que começa a valer na segunda-feira (17/05).

O secretário de Estado de Educação e Desporto, Luis Fabian Barbosa, destacou que as unidades de ensino foram preparadas, inclusive com a adaptação da estrutura física, para o retorno seguro das aulas.

“O retorno das aulas é anunciado no momento em que 26 municípios estão sem nenhum caso de internação (por Covid-19) e a certeza de que o ambiente é seguro e controlado. Nós promovemos a adequação da estrutura física das escolas do interior do estado com a revisão das instalações hidrossanitárias, instalação de pias nas entradas das escolas, nas áreas de refeitório, disponibilizados totens de álcool em gel, dispensadores de álcool em gel, todo material de higiene. O fato das crianças estarem em casa prejudica não só a sua segurança alimentar e as expõe a maior vulnerabilidade social e, mais do que isso, defasa a aprendizagem”, disse o secretário.

 

Testagem na rede privada – O monitoramento  da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) na rede privada de ensino, citado pelo governador, foi realizado de 31 de março a 9 de maio. Desde o dia 5 de março, está facultado o retorno das aulas na rede privada.

Os dados do estudo da FVS-AM apontam que, de 2.643 testes realizados em trabalhadores e alunos da rede privada de ensino, perto de 1% teve resultado positivo. Nenhum aluno testou positivo para a doença. Os mais de 2 mil testes eram do tipo RT-PCR, considerado exame de padrão ouro pelas autoridades sanitárias.

Vacinas – O Amazonas já recebeu 2.007.300 doses de imunizantes contra a Covid-19 até a madrugada desta sexta-feira (14/05). O lote mais recente, o 21º, inclui 262.500 vacinas AstraZeneca; e outras 30.400 do tipo CoronaVac, totalizando 292.900 doses.

Segundo a FVS, 99% das doses dos 20 primeiros lotes foram distribuídas, grande parte com apoio logístico de transporte da Casa Militar do Governo do Amazonas. Os imunizantes do 21º lote, após desembarcarem em Manaus, são contabilizados para a distribuição começar nas próximas horas.

SECOM

FOTOS: Diego Peres/Secom

Publicado por Carlos Frazão/JI

você pode gostar também