Balneário Cantagalo – Reinauguração (15/06/2019)

Histórico

Antes de se tornar Balneário Cantagalo, o local foi curral do Boi Caprichoso. O dono do terreiro era Ervino Leocadio, que na época botava o boi com ajuda de seu genro, Luiz Pereira e de seu filho Camoca, que por muitas vezes bailava como tripa.

Wilson Damasceno tirava os versos, o Sr. Emílio de Souza construía o boi de tala e pano com tamanha perfeição. Os cavalinhos eram confeccionados de lata e juta com a ajuda de sua esposa Dona Cassiana. Seu filho José era guardião do Caprichoso e o Didi Vieira, padrinho do Boi, nos anos de 65 e 85.

Em 14 de agosto de 2005, na gestão do prefeito Bi Garcia, o local foi inaugurado como Complexo de Esporte e Lazer Cantagalo. Na época o lugar ganhou píer, além de quadras de areia para futebol e voleibol, serviços de bar e restaurante, lanchonete e palco para shows, tornando-se bastante movimentado nos fins de semana e no período do festival.

O píer ganhou o nome de Mestre Veriano Brandão, em homenagem ao construtor naval que por ali passava diariamente a caminho de sua ilha, local em frente ao Cantagalo. Artesão dedicado, mestre Veriano construiu grande parte dos barcos regionais que navegavam no baixo Amazonas.

No ano de 2019, a partir da reinauguração o local passa a se chamar Balneário Cantagalo que ganhou melhorias com um novo estacionamento, reforma da quadra de areia, bar, palco, reforma de píer existente, construção de novo píer, iluminação de LED.

Localizado na comunidade do Aninga, o Cantagalo oferece shows de toadas dos bois Caprichoso e Garantido durante o Festival Folclórico, administrado pela Prefeitura.

Fonte: SECOM

Fotos: SECOM/FACEBOOK/KEDSON SILVA/JI

você pode gostar também