Banda do Koiote leva bom público às ruas

A ousadia do radialista Hudson Lima conhecido “Koiote” salvou o domingo de carnaval em Parintins. Alegria e irreverência foram os combustíveis de centenas de foliões que participaram do carnaval  da cidade através do arrastão da alegria, percorrendo ruas da cidade atrás de um trio, juntamente com os blocos Belezuras e Tiazinhas ao comando da Banda do Koiote.

A marchinha com sátira política que teve como tema: “No ano eleitoral lá vem a turma boazinha” ganhou gosto popular, sendo cantada pela multidão desde a concentração (Praça da Liberdade) e durante o percurso do arrastão do Koiote pela Avenida Nações Unidas e pela Rua Marujada com término na Praça dos Bois, lado azul, onde a festa continuou com apresentações de bandas locais.

“Ainda bem que o Koiote inventou essa banda por que é a única que vai realmente pular o carnaval nas ruas de Parintins, porque as outras bandas são para os bacanas. Carnaval de verdade é isso, é na rua”, disse um folião morador do Bairro União.

IMG-20160208-WA0010

O coordenador da Banda, Hudson Lima (Koiote) frisou que graças a Deus deu tudo certo, apesar de todas as dificuldades encontradas no início, todos persistiram e a Banda do Koiote foi um sucesso. “O povo entendeu o nosso recado. Tivemos um cunho social de falar sobre as obras inacabadas e esquecidas tanto do passado como do presente, onde nenhum político na marchinha do Koiote rir da ‘cara’ do outro”.

Ele destacou o carnaval com cunho de irreverência de sátiras políticas realizadas no Rio de Janeiro, São Paulo e em Manaus. “Esse projeto surgiu em 2015 e que já acontece em muitos lugares no Brasil, e decidimos junto com amigos e o apoio do meu irmão Judson Lima realizar essa brincadeira esse ano sem ofender a vida pessoal de ninguém, de nenhum político. Não tem nada inventado na letra da nossa marchinha, tudo foi relatado na mídia regional e local”.

O Radialista lembra que “tivemos um problema na gravação por que ninguém queria gravar com medo de políticos, mas gravamos em um estúdio em Juruti no Estado do Pará e depois que caiu no gosto popular virou sucesso”, comentou Hudson Lima.

Kedson Silva/JI

você pode gostar também