Boi Garantido e Boi Caprichoso divergem sobre destituição da Comissão Julgadora do Festival de Parintins

O documento foi assinado por 05 (cinco) anos em sessão pública pela Diretoria do Boi Caprichoso, com a participação do ex-presidente do Garantido, Adelson Albuquerque, na presença do prefeito de Parintins, Bi Garcia (ao centro), e do atual presidente, Fábio Cardoso (D) – Foto: Marcondes Maciel

 

 

 

O Boi Garantido protocolou na terça-feira, 15, em documento direcionado ao prefeito de Parintins Frank Luiz da Cunha Garcia,  a destituição da atual Comissão do Festival Folclórico 2019. Uma reunião para a constituição de uma nova comissão também foi pedida.

O documento assinado pelo presidente Fábio Cardoso afirma que o objetivo é a busca da “isonomia do processo de escolha de jurados e julgamento do festival, primando por sua credibilidade”.

O Bumbá vermelho e branco solicita melhor definição de metodologia e critérios de escolha dos jurados e Formato da comissão julgadora.

Também no ofício direcionado ao prefeito de Parintins, há a solicitação para que aconteça a reunião no prazo de 20 dias.

Segundo Fábio Cardoso o Festival de Parintins tem passado por mudanças importantes e é fundamental que a Comissão do Festival tenha isonomia comprovada com membros sem vínculo com alguma das agremiações envolvidas na festa. “Não é interessante para a confiabilidade do evento, para a credibilidade do Festival, que pessoas historicamente ligadas  ao contrário ou ao Garantido estejam nesta Comissão”, destacou.

(Marcio Costa/Imprensa Garantido)

 

Boi Caprichoso só vai debater regulamento após o término da validade do documento em vigência

Enquanto o Regulamento do Festival Folclórico de Parintins estiver em vigor, a Associação Cultural Boi-Bumbá Caprichoso não discute o assunto com o boi contrário.
O Boi Caprichoso, por meio do presidente, Babá Tupinambá, e do vice-presidente, Jender Lobato, não vai entrar no mérito da discussão com o contrário sobre mudança no regulamento do festival de Parintins.
O documento foi assinado por 05 (cinco) anos em sessão pública pela diretoria dos bumbás, com a participação do ex-presidente do contrário, Adelson Albuquerque, na presença do prefeito de Parintins, Bi Garcia, e do atual presidente, Fábio Cardoso.
Toda a discussão sobre esse tema, o Boi Caprichoso só fará após o término da validade do documento. Enquanto o contrário tenta justificar suas derrotas atribuindo-as a questões de regulamento, o Caprichoso está focado em conquistar o tricampeonato com um grandioso espetáculo, digno de um boi vencedor.
O Caprichoso não vai cair na tentativa de denegrir a imagem do Festival de agremiação que não tem boi para ganhar na arena e tenta vencer no Tapetão.

Boi Caprichoso

 

 

Por Carlos Frazão/JI