Câmara de Parintins realiza Sessão Solene para entrega de Comenda do Mérito Cultural Jair Mendes a oito personalidades

A cultura é a essência e bem maior de um povo. Em reconhecimento àqueles que tanto contribuem com a cultura da terra, existe na Câmara Municipal de Parintins a Comenda do Mérito Cultural, intitulada com o nome de uma grande artista parintinense, Jair Mendes. A honraria tem grande simbologia, porém, pouco era usada.

Desde que assumiu a presidência da Casa Legislativa, um dos objetivos do vereador Telo Pinto (PSDB) é aproximar o Legislativo da comunidade e reconhecer personalidades que fazem parte da história da cidade. Neste intuito, apresentou oito Projetos de Decreto Legislativo para enaltecer figuras emblemáticas nesse contexto com a Medalha.

Sol Cohen da Silva, Renner Douglas Gonçalves Dutra, Enéas de Jesus Gonçalves Sobrinho, Simão Assayag, Paulinho Faria, Odineia Andrade, Frederico Paulo Daniel Rolim de Góes (o Fred Góes) e Veramilton Almeida (in memorian) foram os nomes indicados para receber a honraria.

A data escolhida pelo parlamentar para a entrega das honrarias foi este dia 15 de outubro, sexta-feira. A data é aniversário de Parintins, a Capital Nacional do Boi Bumbá. Parintins completou 167 anos e é nacional e internacionalmente pelo Festival Folclórico. A festividade faz parte da cultura do município e deu identidade cultural ao Estado do Amazonas. Entre as personalidades, muitas contribuíram para a grandiosidade do espetáculo.

Representando o homenageado professor Renner Dutra, sua esposa Eliane Macambira, falou da imponência e representatividade do local em que aconteceu a solenidade, o Mercado Municipal Leopoldo Neves. Eliane enfatizou que “a cultura tem várias facetas” e uma delas é “o saber e o ensinamento”.

Como a data também era dia do professor, partilhou o título com todos os educadores do município e do país.

“Eco de estímulo público”. Assim a professora e historiadora Odineia Andrade destacou o ato, o qual classificou como “momento histórico, cultural e social” para perpetuar seus nomes por meio nos anais da Casa Legislativa e pelo evento fazer parte das comemorações alusivas ao aniversário da cidade, “homenageada pelos órgãos públicos”. Declarou ainda que exerceu “um efeito restaurador” para que façam ainda muito mais.

Veramilton Almeida (in memorian) teve grande participação em mudanças no Festival, como a mudança de nomes de itens, com um formato mais indígena e caboclo. Representando a família, seu filho Rodrigo Brasileiro manifestou gratidão pela homenagem.

Paulinho Faria, um grande ícone do espetáculo cultural parintinense, em particular do Boi Garantido, foi representado por sua irmã Graça Faria.

Também do Boi do Povão foi homenageado um grande colaborador intelectual da festa, o Fred Góes, que frisou o momento não como homenagem a figuras representativas, mas à “cultura da terra”. Ele exaltou seu amor por Parintins, o qual pode ser certificado em suas obras.

 

O sentimento pátrio foi evidente em todos os discursos dos agraciados com a comenda. Sentimento este enaltecido por Enéas Gonçalves. Enéas tem um vasto histórico em várias vertentes da cultura parintinense, principalmente com feitos na vida política e comunicação da cidade, bem como sua família também. Enéas fez uma síntese da contribuição social de cada homenageado.

Devido a outros compromissos públicos, o prefeito em exercício Tony Medeiros quebrou o protocolo e se pronunciou antes dos vereadores Beto Farias (Podemos), Cabo Linhares (Patriota), Gelson Moraes (PSD), Vanessa Gonçalves (PROS), Afonso Caburi (PTB), Tião Teixeira (PTB) e Telo Pinto (PSDB), o autor da propositura.

“Expoentes” e “referência”, denominou Tony aos agraciados. Pelas proposições, parabenizou “a grandeza do olhar de reconhecimento de Telo Pinto com aqueles que tanto contribuem com a terra” e louvou a iniciativa do parlamentar.

Telo Pinto agradeceu o apoio dos pares para a aprovação das proposituras e registrou o apoio do Subsecretário Municipal de Cultura Chico Cardoso na coleta de histórico dos contemplados com a Comenda. “É fato que tem muita gente que falta receber. Temos 11 comendas para ser entregues ano após ano do mérito cultural. Aqui é o início desse trabalho de reconhecimento”, afirmou.

O presidente da Câmara de Vereadores declarou-se agradecido por ser o autor das proposituras e aos pares de parlamento por entenderem a grandiosidades das comendas, entregues em dia que marca a história da cidade.

 

Assessoria de Imprensa da CMP

 

você pode gostar também