Campeonato parintinense iniciou e doze equipes buscam o título em 2015

Uma extensa programação foi realizada

O Campeonato parintinense de futebol teve início no sábado, 28, com a apresentação das doze equipes que buscam o título em 2015. As equipes de Jac Clube, Corinthians do Aningá, Flamengo/São Vicente, Amazonas, Santa Lúzia do Macurani, São Paulo do bairro de Paulo Corrêa, Novo Talento, América do Parananema, Náutico, São Cristovão, Nacional e Bom Socorro do Zé Açu foram apresentados na noite de sábado, para torcedores e amantes do futebol que prestigiaram o evento de abertura.

Uma extensa programação foi realizada pela Associação da Liga Esportiva de Parintins, ALEPIN, com apresentações e presença de autoridades do Município. O Presidente da ALEPIN, Carlos Meirelles informa que “esse ano as competições vão ser realizadas no primeiro semestre, porque se trata de um campeonato oficial, e que o campeonato parintinense a partir de agora acompanha o calendário da FAF (Federação Amazonense de Futebol) que é filiada a Confederação Brasileira de Futebol, CBF, com a organização da ALEPIN.

O torcedor Manoel Santos diz que “é muito bom está podendo rever jogos oficiais na cidade. Hoje, os clubes estão organizados, nossos dirigentes estão preocupados com a nossa seleção que anda esquecida e com o nosso futebol que estava decadente”.

Mesmo com todas as críticas imposta por alguns clubes que ficaram de fora do campeonato esse ano. Carlos Meirelles destaca que “nós temos que realizar esse campeonato no primeiro semestre para que possamos ter conhecimento dos atletas que poderemos contar para a nossa seleção parintinense”. Segundo ele, “a nossa seleção não tem mais base, por não ter base às conseqüências são derrotas e mais derrotas”.

Meirelles reforça que “a realização do campeonato no primeiro semestre é imprescindível para termos atletas em condições de serem selecionados para compor a nossa seleção. Os clubes hoje, infelizmente não tem nada, eles são muito dependente do poder público Municipal”.

O Presidente comenta que “essa competição é só o início. O segundo semestre está chegando e outras competições estão sendo organizadas, como a realização da Copa dos Campeões com todos os campeões de Parintins e das nossas comunidades rurais, porque estamos empenhados em resgatar o futebol parintinense”.

O professor responde as críticas e diz que “é por isso que o nosso futebol está sendo nivelado por baixo, e não por cima. A Liga não pode depender do término de outros campeonatos para acontecer. É por isso que o nosso futebol tinha acabado, porque foram sendo superados na organização e na vontade”.

Esse ano ficaram de fora do campeonato parintinense, Sulamérica, Esporte Parintins, Santos, Botafogo e Estrela, que são cinco equipes tradicionais da cidade.

 

Kedson Silva/JI

você pode gostar também