Gov-03

Carnaval RJ – “A Viradouro vai nos redimir da Covid”, diz o jornalista Ruy Castro

Enredo 2021 - “Não há tristeza que possa suportar tanta alegria”

Autor do livro “Metrópole à beira-mar – o Rio moderno dos anos 20”, que tem um capítulo dedicado ao carnaval carioca de 1919, o jornalista, biógrafo e escritor Ruy Castro foi o narrador da vídeo-sinopse do enredo da Unidos do Viradouro para o próximo desfile.

A ideia de convidar Castro para colocar voz no texto, divulgado no último domingo, 13, e que vai servir de inspiração aos compositores para a criação do samba do próximo desfile, foi de Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira. O capítulo da obra, intitulado “O carnaval da guerra e da gripe”, foi uma das fontes de inspiração para que os carnavalescos dessem a partida no processo criativo para o enredo “Não há tristeza que possa suportar tanta alegria”. O espetáculo que será mostrado na Avenida pela Viradouro em busca do bicampeonato vai abordar a folia de 101 anos atrás, após a devastadora gripe espanhola, festa que ficou conhecida como o Carnaval da Revanche e foi considerado o maior de todos os tempos.

A leitura do livro evidenciou, nas palavras do carnavalesco Marcus Ferreira, a relevância do tema.

– Não é exagero dizer que a narrativa do Ruy Castro no livro foi fundamental para que a gente se convencesse da força do enredo, antes mesmo de apresentar nossa ideia à direção da Viradouro – conta Marcus Ferreira.

Tarcísio Zanon também destaca o texto do jornalista.

– Foi impressionante como o relato dele foi capaz de, com tanta riqueza de detalhes, nos transportar ao clima que os cariocas viveram na época, quando conseguiram se livrar do sofrimento e das limitações impostos pela pandemia da gripe espanhola.

Além de “Metrópole à beira-mar”, lançado em 2019, Ruy Castro tem uma série de livros importantes, como as biografias de Garrincha, Nelson Rodrigues e Carmen Miranda, e obras sobre a Bossa Nova e sobre o bairro de Ipanema. O escritor está orgulhoso de participar, através de sua obra, do carnaval da escola de Niterói.

– Depois de uma pandemia, só um grande carnaval pode nos redimir. Isso aconteceu em 1919, logo depois da gripe espanhola. Tenho muito orgulho de saber que a Viradouro tá se inspirando no meu livro pra fazer o enredo do seu próximo carnaval. A Viradouro vai nos redimir da Covid – aposta Ruy Castro.

 

Carnaval Online – Folia Carioca

Postado por Carlos Frazão/JI

 

você pode gostar também