Estado

Celebrando a festa de Nossa Senhora do Carmo

Ela é a Mãe da Igreja, é Mãe de cada batizado, pois Jesus nos deu aos pés da Cruz, instantes antes de Sua morte, a sua mãe: “Mulher, eis ai o teu filho! ” (João 19,25-26).

Parintins celebra sua Santa Padroeira, Nossa Senhora do Carmo.

Nossa Senhora é uma só, a Mãe de Jesus, a Mãe de Deus. Mas o povo católico, e também a Igreja, lhe deu muitos títulos, em vista de sua devoção. É uma forma natural que seus filhos encontraram para homenagear a única Mãe e Senhora, e mostrar-lhe a confiança em sua intercessão materna.

Ela é a Mãe da Igreja, é Mãe de cada batizado, pois Jesus nos deu aos pés da Cruz, instantes antes de Sua morte, a sua mãe: “Mulher, eis ai o teu filho! ” (João 19,25-26).

O Concílio Vat. II disse que: “Assunta aos céus, ela não abandonou esta salvífica função, mas por sua multíplice intercessão continua a dar-nos os dons da salvação eterna. Por seu maternal amor, cuida dos irmãos do seu Filho que ainda peregrinam rodeados de perigos e dificuldades, até que sejam conduzidos à feliz pátria. Por isso, a Bem-aventurada Virgem Maria é invocada na igreja sob os títulos de Advogada, Auxiliadora, Protetora, Medianeira… Isto, porém, se entende de tal modo que nada diminua, nada acrescente à dignidade e eficácia de Cristo, o único Mediador. Com efeito, nenhuma criatura jamais pode ser colocada no mesmo plano do Verbo Encarnado e Redentor” (LG, nº 62).

Por ser Imaculada (concebida sem pecado), sempre Virgem, Mãe de Deus e Assunta ao céu, o povo católico no mundo todo a homenageia com uma quantidade inumerável de títulos. Alguns ligados aos lugares em que Ela aparece: Aparecida, Guadalupe, Carmo, Lourdes, Fátima…. Outros títulos ligados às devoções: Nossa Senhora da Agonia, do bom Parto, da boa Morte, do Perpétuo Socorro. Ainda temos outros títulos ligados à sua glória: Nossa Senhora da Assunção, Imaculada, Rainha dos Anjos, dos Santos, dos Mártires, dos Confessores, Advogada, Medianeira, etc.

Na verdade, são incontáveis tantos títulos que a Igreja e o povo de Deus lhe conferem, expressando maravilhosamente sua devoção a Ela. Sem dúvida o Coração de Jesus se alegra com isso. Quem não gosta de ver sua mãe exaltada? A cada invocação que o povo lhe dirige, a cada lágrima que se derrama a seus pés, a cada súplica que lhe chega ao Coração, a boa Mãe nos socorre como no caminho do Calvário consolou Jesus.

O título Nossa Senhora do Carmo tem origem no século XII, quando um grupo de eremitas começou a se formar no monte Carmelo, na Palestina, terra Santa, iniciando um estilo de vida simples e pobre, ao lado da fonte de Elias, que se estendeu ao mundo todo.

A palavra Carmo, corresponde ao monte do Carmo ou monte Carmelo, em Israel, onde o profeta Elias se refugiou. A palavra Carmo ou Carmelo significa jardim.

A ordem dos Carmelitas venera com carinho o profeta Elias, que é seu patriarca, e a Virgem Maria, venerada com o título de Bem-Aventurada Virgem do Carmo. Devido ao lugar, esse grupo foi chamado de carmelitas. Lá, esse grupo de eremitas construiu uma pequena capela dedicada a Senhora do Carmo, ou Nossa Senhora do Carmelo.

Posteriormente os Carmelitas foram obrigados a ir para a Europa fugindo da perseguição dos muçulmanos. Aí se espalhou ainda mais a Ordem do Carmelo.

Devoção a Nossa Senhora do Carmo

Com a expulsão dos Carmelitas de Israel, a devoção a Nossa Senhora do Carmo começou a se espalhar por toda a Europa. Também foi levada para a América Latina, logo no começo de sua colonização, passando a ser conhecida em todos os lugares. E não somente no Carmelo.

Foram construídas várias Igrejas, capelas e até catedrais dedicadas a Senhora do Carmo. Parintins, é uma destas Dioceses, entre outras.

São Simão era um dos mais piedosos carmelitas que vivia na Inglaterra. Vendo a Ordem dos Carmelitas ser perseguida até estar prestes a ser eliminada da face da terra, ele sofria muito e pedia socorro a Nossa Senhora do Carmo. Sua oração, que os Carmelitas usam até hoje, foi a seguinte: Flor do Carmelo, esplendor do Céu. Virgem Mãe incomparável. Doce Mãe, mas sempre virgem. Sede propícia aos Carmelitas. Ó Estrela do mar.

Então, Maria Santíssima, rodeada de anjos, apareceu para São Simão, entregou-lhe o Escapulário e lhe disse: “Recebe, meu filho muito amado, este escapulário de tua ordem, sinal do meu amor, privilégio para ti e para todos os Carmelitas. Quem com ele morrer não se perderá. Eis aqui um sinal da minha aliança, salvação nos perigos, aliança de paz e amor eterno. A partir desse milagre, o escapulário passou a fazer parte do hábito dos Carmelitas.

 

Milagre de Nossa Senhora do Carmo     

                                                                                                             

A partir da aparição de Nossa Senhora do Carmo a São Simão, a Ordem do Carmelo começou a florescer na Europa e em vários lugares do mundo, permanecendo firme até os dias de hoje.

O Escapulário de Nossa Senhora do Carmo, tradição do Carmelo:

A palavra escapulário, vem do latim, escápula, que significa armadura, proteção. O escapulário é uma forma de devoção a Maria Santíssima. O uso do escapulário é um sinal de confiança em Nossa Senhora do Carmo. A pessoa que o usa, é coberta com a proteção e as graças da Virgem do Carmo.

O escapulário, segundo o Concilio do Vaticano II é um Sacramental, um sinal sagrado, obtendo efeitos de proteção da Igreja Católica. É uma realidade visível que nos conduz a Deus. Santa Tereza dizia que: portar o escapulário, era estar vestida com o hábito de Nossa Senhora.

Na Diocese de Parintins, no Amazonas é a padroeira principal e devotamente celebrada por todo o povo católico das cidades e do interior. Há peregrinações, procissões, celebrações, novenários e muita devoção.

 

Oração a Nossa Senhora do Carmo     

                                                                                                                             

Senhora do Carmo, Rainha dos anjos, canal da mais terna bondade de Deus para com os homens. Refúgio e advogada dos pecadores, com confiança suplicamos-vos que obtenhais a graça que necessitamos, (pede-se a graça). Em reconhecimento, solenemente prometemos recorrer a vós em todas as nossas dificuldades, sofrimentos e tentações, e faremos de tudo para amar-vos, reverenciar-vos e invocar-vos em todas as nossas necessidades.

Continuai a ser nosso escudo nos perigos, nossa guia na vida e nossa consolação na hora da morte. Amém.

Nossa Senhora do Carmo, advogada dos pecadores e mãe piedosa, rogai por nós que recorremos a vós.

 

Por  Irmã Maria Helena Teixeira

Colaboradora JI

Fotos: Divulgação/Internet/JI/SECOM

 

16/07/2021 – SEXTA-FEIRA – Dia da Festa: (Festa de Nossa Senhora do Carmo)

  • 06:00h – Santa Missa – Resp: Paróquia N. Sra. de Lourdes. [Rádio]
  • 08:00h- Santa Missa – Resp: RCC DIOCESANA.
  • 10:00h- Santa Missa – Resp: Pastoral Juvenil.
  • 12:00h – Salva de Fogos.
  • 12:00h – Missa – Resp: Comunidade Fanuel e Pastoral Social. [Live]
  • 17:00h – Visita da Imagem de Nossa Sra. do Carmo pelas Paroquias – (Carro, moto, Bicicleta e triciclo). [Rádio, TV e Live]
  • 19:00h – Santa Missa – Resp: Pastoral Litúrgica e Conselho Paroquial.

 

você pode gostar também