Com humor de sobra e boa causa como motivação, ‘Guma’ vence ‘Patixa’ por 5 a 3 nos pênaltis

Jogo beneficente que aconteceu neste sábado (15) na Arena da Amazônia ficou sem golaços, toques de letra ou grandes dribles, mas teve risos e descontração e, com principal objetivo, arrecadar alimentos para serem doados a pessoas carentes (Foto: Jair Araújo)

 

Com humor de sobra e boa causa como motivação, os “Amigos do Guma” venceram os “Amigos da Patixa” por 5 a 3, na decisão por pênaltis, em jogo beneficente ocorrido neste sábado (15), na Arena da Amazônia, em Manaus. Sem ser um jogo de muitos gols, que ao final de 90 minutos, terminou em 5 a 5, a partida ficou sem golaços, toques de letra ou grandes dribles, mas teve risos e descontração e, com principal objetivo, arrecadar alimentos para serem doados a pessoas carentes. Patixa e Guma marcaram seus gols e fizeram a alegria do público, que compareceu para prestigiar.

Guma ficou muito feliz com a vitória e disse que quer que o evento se repita no ano que vem. “Foi emocionante, meu primeiro jogo de futebol, e o melhor, um jogo para uma boa causa. Espero que possamos fazer de novo ano que vem, mas melhorado, com novos convidados”.

Patixa quer a revanche. “Eu quero vencer da próxima, mas adorei jogar bola e ver todos os meus fãs hoje. Agora vamos ajudar muitas pessoas”, disse ela.

O jogo

Desde antes de a partida começar, os times faziam a festa enfileirados para entrar em campo. Os escalados de Patixa e Guma gritavam seus nomes, cantavam e riam à toa, mesmo com a notícia de que alguns tinham se contundido treinando e com a notícia de que o goleiro dos dois times ainda não tinha chegado. Patixa dizia e repetia que quem ia ganhar era o time dela, e foi ela quem deu o ponta-pé inicial.

Apesar de irreverentes, as duas equipes não estavam para brincadeira não. Apesar das tentativas do time de Patixa, foi a equipe de Guma que abriu o placar, com o lutador Ronys Torres, que recebeu a bola pela esquerda de Mário César e chutou certeiro. 1 a 0. Aos 15’, a bola também bateu na trave do gol do time de Patixa, com chute de Marcelo. Aos 27’, os Amigos da Patixa conseguiram a reação esperada pela torcida, com um chute de Leandro França pelo meio, que saiu para comemorar de mãos dadas com Patixa. 1 a 1, para a loucura das torcidas.

A essa altura, a torcida dos Amigos do Guma pedia encarecidamente que o time passasse mais a bola para o pequeno grande craque, e quando o atacante Guma tocava na bola, a torcida delirava. Aos 33’, Guma recebeu a bola dentro da grande área, chutou de frente para o gol, e, num chute como jamais visto, acabou perdendo a grande chance de marcar o seu no jogo.

Logo aos 3 da segunda etapa, um gol inédito no futebol amazonense. Guma recebeu a bola dentro da área, e não pensou duas vezes, de costas, tocou a bola para dentro do gol. 2 a 1, Amigos do Guma. Mas, logo em seguida, foi a vez de Patixa mostrar todo seu talento com a bola nos pés. Aguardando uma boa jogada dentro da área, colada no goleiro, Patixa levou a melhor, recebeu a bola, girou com ela e marcou. 2 a 2.

Aos 7’, num segundo tempo movimentado, Leandro França marcou mais uma vez, com um chute cruzado pela esquerda que balançou a rede. 3 a 2, Amigos da Patixa. Aos 18’, Luciano Kikão também fez o dele, ampliando o placar, com um chute forte que passou raspando as mãos do goleiro dos Amigos do Guma. 4 a 2. E, aos 25’, uma confusão dentro da área resultou num gol contra dos Amigos do Guma, o quinto gol marcado para os Amigos da Patixa.

Parecia que só dava a equipe da Patixa, mas, aos 32, pênalti marcado a favor dos Amigos do Guma, que foi batido e convertido com sucesso pelo pequeno craque. 5 a 3. Os Amigos do Guma continuaram buscando o placar, chegando com perigo, o que resultou em mais um pênalti marcado e também convertido. 5 a 4. Aos 47, veio o empate com o número 11, Mário César. Assim, a partida terminou empatada no tempo normal e foi decidida nos pênaltis.

 

 

Jéssica Santos/acrítica/Manaus

você pode gostar também