Concursados da Câmara pedem diminuição dos salários e extinção do auxílio gasolina dos vereadores….

Cansados de aguardar por mais de dois anos o repasse da reposição salarial, os funcionários concursados da Câmara Municipal de Parintins cobraram e “acoxaram” o presidente Everaldo Batista (PROS) a pagar tal retroativo. Durante a cobrança os concursados pediram que Everaldo diminua o salário pago aos parlamentares e também acabe com o auxílio gasolina. Essas duas medidas para os funcionários dariam para economizar bastante. Um vereador ganha cerca de sete mil reais mensalmente e tem ainda o direito a 500 litros de gasolina a cada 30 dias. A doação do combustível foi considerada absurdo pelos trabalhadores. O presidente Everaldo Batista defendeu os demais edis e afirmou que é pouco o salário de um vereador de Parintins, pois segundo ele todos os dias “as pessoas procuram os parlamentares para pedirem algo”. Sobre a gasolina, Batista também disse ser uma ajuda que acaba muito rápido, pois a gasolina é gasta em viagem ao interior. Os concursados cansaram de aguardar promessas de reposição salarial. Esse atraso ocorre desde a época do ex-presidente Rildo Maia (PSD). No mesmo encontro, o atual presidente Everaldo Batista revelou que está pagando muitas contas deixadas por Rildo Maia. A última foi superior a 50 mil reais.

TRAPALHADA I

Os cerca de 30 funcionários concursados da Câmara ao ouvirem na sessão de terça-feira, 25 de agosto, as cobranças gritantes dos vereadores Cabo Ernesto Cardoso PTN, Juliano Petro Velho PDT, Maildson Fonseca PSDB, Mateus Assayag PSDB, Gelson Moraes PROS e Nelson Campos PRTB para que o Executivo Municipal esclareça a situação do não aumento salarial dos funcionários efetivos da Prefeitura de Parintins, comentavam nos corredores da Câmara que queriam ver esses mesmos vereadores cobrando a reposição do retroativo do efetivo no Legislativo. Esses trabalhadores desejam o igual peso e medida de cobrança. E não apenas “falarem para platéia”…

TRAPALHADA 2

Até parece piada, mas não é. No começo da semana o ex-deputado Federal Ubaldino Meirelles teve negada e aprovada na mesma sessão o Título de Cidadania Parintinense. O Projeto de Lei elaborado pelo vereador Cabo Ernesto Cardoso (PTN) foi apresentado e passou na CCJ. Durante a discussão todos os 8 vereadores hajam a jogarem flores e “puxar” o nome Ubaldinho. Mas, durante a votação que foi secreta houve um voto contra. Dessa forma, Meirelles não receberia a outorga. Um bate-boca se instalou no plenário. Quem ouvia a Rádio Câmara não entendeu nada. Fulo da vida o vereador Ernesto cobrou uma postura honrosa dos demais parlamentares. Juliano Petro Velho PDT então sugeriu uma nova votação dessa vez nominal e cada parlamentar declarando o voto. De forma excepcional Ubaldino teve 8 votos….

QUEM FOI O JUDAS…

Após o nome de Ubaldino Meirelles ser rejeitado e aprovado quase ao mesmo tempo, uma pergunta ficou entre os 8 vereadores presentes (não participaram de sessão Rai Cardoso PMDB, Vanessa Gonçalves PROS e Rildo Maia (PSD). Quem foi o Judas?? Ernesto não poderia ser. Petro Velho e Nelson Campos mostraram o voto mesmo secreto. Everaldo e Carlos Augusto elogiaram muito Ubaldino. Assim como Maildson e Mateus. O único segundo os koiotes que durante a discussão do projeto não se pronunciou foi Gelson Moraes. Mas, Gelson ao menos durante o voto nominal também declarou apoio a Ubaldino. A forma de votação secreta para temas como projeto de título de cidadão parintinense foi criado pelo ex-presidente Juscelino Melo Manso (PSB). Na época era pra evitar que qualquer pessoa ganhasse a maior honraria da Ilha dos Tupinambás..

NÃO QUER MAIS SER PARINTINENSE…

O empresário Sandro Putinok não quer mais ser cidadão parintinense. Ele alega que “quis ajudar a cidade” trazendo maquinário para fazer a coleta de lixo, mas não recebeu o pagamento por isso. Sandro não fez contrato e nada. Apenas na palavra. Ao saber de tal intenção o vereador Nelson Campos PRTB protestou e repudiou a atitude de Putinok. O empresário e o vereador acabaram trocando farpas no facebook. Segundo os koiotes, como o mundo é cíclico tudo vai e volta mesmo. Pois, quem propôs o título de cidadão parintinense a Sandro foi o ex-vereador José Walmir Martins de Lima há seis anos. Zé Walmir também foi quem levou Putinok ao encontro com o secretário de limpeza pública Suammy Patrocínio….

 

ParintinsAmazonas.com.br

Contatos com o Koiote – 991542015 – [email protected]

Postado pro Carlos Frazão/JI

você pode gostar também