Estado

Convocação dos aprovados no concurso do Idam é um marco para o setor primário do AM, diz Saullo Vianna

Saullo Vianna, também, apresentou Moção de Pesar pelo falecimento do radialista Aderaldo Reis.

O decreto de nomeação dos 227 aprovados, no concurso do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) em 2018, foi assinado na manhã desta quarta-feira (21). O deputado Saullo Vianna  (PTB) afirmou que a notícia chega em boa hora e vai trazer ajuda significativa para o desenvolvimento do setor primário.

Saullo lembrou que, desde o ano passado, esteve em tratativas com a comissão dos aprovados do concurso realizado em 2018 e o governo do Estado, junto com a deputada Joana D’arc (PL) para que a nomeação deles fosse efetivada. “Entendo que o trabalho desses servidores irá impulsionar o crescimento do setor primário, principalmente, no nosso interior. Por isso, eu e deputada Joana acompanhamos de perto as conversas e encaminhamos requerimento ao governador Wilson Lima, que hoje, formaliza essa conquista”, ressaltou.

Uma comissão, composta por servidores do Idam, foi instaurada para tratar dos procedimentos necessários para a posse dos novos servidores. Essa comissão vai elaborar um calendário de posse dos servidores seguindo todas as recomendações de saúde, conforme o protocolo estabelecido durante a pandemia do Covid-19, bem como o curso de capacitação para que cada servidor seja lotado em uma das unidades locais do Idam.

Serão ocupados cargos de engenheiro (59); médico veterinário (9); assistente social (5), técnico de nível superior (7), técnico em agropecuária (93); técnico extensionista social (10), assistente técnico (27); motorista (12) e motorista fluvial (5).

Os profissionais serão lotados conforme o polo de aprovação em uma das 66 unidades locais do Idam na capital e no interior do Estado. O salário para nível Superior varia entre R$ 5.632,23 a R$ 6.570,95; para os cargos de nível Médio de R$ 3.379,35 a R$ 3.942,57 e nível Fundamental R$ 2.202,20.

 

Saullo Vianna apresenta Moção de Pesar pelo falecimento do radialista Aderaldo Reis

O deputado Saullo Vianna (PTB) apresentou à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Amazonas, nesta quarta-feira (21), Moção de Pesar pelo falecimento do radialista Aderaldo Reis, por conta de complicações da Covid-19.

Aderaldo Reis era radialista, natural de Parintins e ficou conhecido por suas coberturas policiais em rádios do município. Também atuou em TV, mais precisamente na retransmissora do SBT de Parintins.

Saullo lamentou a perda do amigo. “Triste com a perda de mais um amigo e de saber que não irei mais conversar nem conceder entrevistas quando for a Parintins.” A Moção de Pesar será enviada aos familiares.

Ele estava internado no Hospital Delphina Aziz, em Manaus, e não resistiu às complicações causadas pelo coronavírus nessa madrugada. O corpo será velado e enterrado em Parintins.

 

Por Mahira Maia, assessoria parlamentar

Publicado por Carlos Frazão/JI

você pode gostar também