Covid-19: Campeões parintinenses fazem adaptação para manter treinos em meio a pandemia

Com a rotina diária alterada provocada também pela paralisação das competições esportivas, os atletas têm mantido os treinamentos em casa.

O atleta Pedro Henrique Nunes

 

 

Sendo a principal recomendação da Organização Mundial da Saúde – OMS, o isolamento social e a quarentena ainda é a arma para combater o coronavírus (Covid-19) e evitar sua propagação. Em meio a pandemia que assola o mundo, atletas parintinenses destaques a nível regional, nacional e até internacional buscam alternativas de treinos para não perder o condicionamento físico. Com a rotina diária alterada provocada também pela paralisação das competições esportivas, os atletas Jorginho Parintins (Futsal), Larissa Moura (MMA) e Pedro Henrique Nunes (Atletismo), têm mantido os treinamentos em casa.

De acordo com o jogador da equipe do Perebas Futsal, Jorginho Parintins a pandemia pegou a todos de surpresa e “antes, tínhamos uma rotina bastante intensa, treinávamos três vezes na semana, duas na quadra e uma na academia, estávamos muito bem fisicamente e coletivamente para a atual disputa (Copa Alvorada). Essa rotina mudou totalmente e procuro fazer exercícios físicos em casa, mas não chega nem perto de um trabalho feito em academia ou dentro de quadra, procuro improvisar, buscar alternativas para não perder tanta massa muscular, tentando manter um pouco do preparo mais é difícil”.

Jorginho Parintins

Dona do cinturão inédito do Skull Champions Girls, conquistado em Manaus no mês de março, a campeã de MMA, Larissa Moura fala da mudança repentina na rotina de treinos. “Atendendo as determinações públicas de prevenção ao coronavírus, as academias estão fechadas, diante disso, estou criando plataformas com materiais de uso doméstico, buscando formas para realização de treinamentos, buscando também apoio de profissionais nos meios digitais, principalmente stagram”.

Larissa Moura

Larissa acrescenta que seu professor Cosme Júnior também vem disponibilizando treinos online e em vídeo chamada, onde os alunos entram e realizam os treinos. “Outro cuidado é com a alimentação. A gente continua focada apesar do cancelamento até o momento de todos os nossos compromissos. Aconselhamos a população a ficar e casa, sair só se necessário e com proteção, além de buscarem plataformas digitais para fazerem treinamentos em casa”. Como acadêmica de Educação Física, a atleta destaca a importância de atividades físicas para a saúde física e mental, levando a melhor qualidade de vida, prevenindo doenças como pressão arterial e obesidade, por exemplo.

Um dos favoritos a uma vaga na Olimpíada, o atleta de arremesso do dardo, Pedro Henrique Nunes relata que “não estou podendo usar meus espaços de treinamentos e estou adaptando eles em casa. Essa pandemia atingiu não só eu como todos os atletas que estavam com o sonho de buscar uma vaga na seleção brasileira para disputa da Olimpíada (até então cancelada)”.

Pedro Henrique Nunes

Pedro Henrique diz que precisamos estar otimista, torcendo para tudo dar certo. “Ao retornar, eu e minha treinadora Margareth Bahia temos que fazer um plano de treinamentos mais adequado e melhor, visando novas conquistas”, reitera.

Como cidadão parintinense, o atleta pede que a população respeite as recomendações da Organização Mundial da Saúde e dos decretos municipais, e se sair de casa, que tomem os devidos cuidados, como o uso de máscara facial, evitar aglomeração, para não correr nenhum risco, para o bem estar de todos.

Kedson Silva/JI
Fotos: Reprodução Internet

você pode gostar também