Campanha Caburi

Cultura Amazônica será homenageada na Câmara dos Deputados em Brasília

De Santarém, o Sairé e o Festival de Cinema de Alter do Chão, serão lembrados (ASCOM PMS/Divulgação)

 

A cultura amazônica será homenageada na Câmara Federal dos Deputados, na segunda-feira (19), em Brasília (DF), de Santarém, o Sairé e o Festival de Cinema de Alter do Chão, serão lembrados, além do Festival das Tribos de Juruti (Festribal), o Mascarado Fobó Obidense (Carnaval de Óbidos) e da Festa Literária Internacional do Xingú (FLIX). Segundo o secretário de Cultura, Luís Alberto Pixica, esse é um marco na história cultural dos municípios da região.

Na Câmara, as atividades serão distribuídas da seguinte forma: às 11h, no Plenário, homenagens às importantes manifestações culturais do Oeste do Pará, dentre elas: o Sairé. Às 14h, no Plenário 10, será realizada uma audiência pública e o lançamento do Festival Internacional de Cinema de Alter do Chão.

A solicitação partiu do membro da comissão de cultura da Casa, deputado federal Airton Faleiro. O prefeito Nélio Aguiar e o secretário municipal de Cultura foram convidados a participar.

A presidente da Comissão de Cultura, deputada federal Benedita da Silva, destacou que os dois momentos são importantes eventos a favor da Cultura e do Cinema. “É uma oportunidade de reforçar e aprofundar o conhecimento sobre as manifestações culturais. Incentiva o crescimento socioeconômico e cultural do povo amazônico”, ressaltou.

Sairé

Sairé é a maior manifestação folclórica do oeste do Pará e é realizado em Alter do Chão — Foto: Adonias Silva/G1

Este ano, a Festa será realizada de 19 a 23 de setembro, em Alter do Chão, e contará com uma programação artística cultural, que ainda será divulgada em coletiva à imprensa. A manifestação cultural e secular revive o tradicional Rito Religioso, e o grandioso espetáculo da arte folclórica que é a disputa dos Botos Cor de Rosa e Tucuxi, evento com abrangência de público nacional e internacional.

Festival Internacional de Cinema de Alter do Chão

Vila balneária de Alter do Chão fica localizada a cerca de 30 km de Santarém — Foto: Reprodução/TV Tapajós

O primeiro deste segmento e dimensão da arte a ser realizado na Vila, acontecerá no período de 21 a 27 de outubro. As inscrições concluídas com 1.979 filmes. As produções vieram de vários lugares da Amazônia, além de cidades brasileiras e do exterior. O evento tem a coordenação da Krioca – Consultoria & Comunicação, e o apoio da Prefeitura de Santarém.

O Festival trará exibições de curtas, médias e longa-metragem, além de documentários, filmes capturados por telefone celular, além de oficinas, palestras, seminários e shows (artistas de artistas locais da música, dança, apresentações de etnias indígenas, folclóricas e outras). O evento é gratuito, no entanto, a coordenação solicitou que as pessoas levassem 1kg de alimento não perecível, que devem ser doados às comunidades próximas à vila de Alter do Chão. Estima-se a participação de 50 mil pessoas.

“O Festival tornou-se internacional. E ficamos impressionados como a Amazônia é o assunto do momento. Isso movimentou essas inscrições com pessoas de vários lugares do mundo. Sempre tenta-se internacionalizar a Amazônia, agora, estamos fazendo um trabalho diferente que é ‘Amazonizar o Mundo’. As pessoas estão vindo para serem ‘Amazonizadas’ e nós estamos com uma satisfação enorme. A temática do Festival é a [Amazônia contada por seu próprio povo]. Além de fomentar a inclusão, muitos não têm acesso ao cinema, que ainda é visto como elitista no Brasil”, disse um dos coordenadores do Festival Internacional de Cinema de Alter do Chão, Thiago Reis.

Para esse evento foi realizado, em 2018, um seminário no mês março em Santarém, na área urbana, e na Vila de Alter do Chão.

 

 

Por G1 Santarém — PA

 

você pode gostar também