Campanha Caburi

Dados do Governo Federal contradizem nota da prefeitura sobre UBS na zona rural

A Prefeitura Municipal de Parintins, por meio de sua coordenadoria de comunicação, divulgou nesta quinta-feira, 1º de dezembro, nas redes sociais, uma nota contrariando a matéria “Carbrás encerrará gestão com construções de UBS abandonadas no interior”, publicada no site do O Jornal da Ilha no mesmo dia.

Na nota, o secretário municipal de obras, Luciano Saraiva, anuncia que a prefeitura recebeu somente 20% dos repasses federais para a construção de centros de saúde nas comunidades Santo Antônio do Tracajá e Mocambo do Arari. Conforme o secretário, o valor foi suficiente apenas para a compra de material e pagamento da mão de obra.

A reportagem do O Jornal da Ilha teve acesso a dados do Sistema de Monitoramento de Obras do Ministério da Saúde (SISMOB) que contradizem a afirmativa do secretário de obras de Parintins. No sistema consta a construção de oito unidades básicas de saúde (UBS) em Parintins. Desse total, três foram citadas na matéria publicada no site do JI.

Conforme o relatório do SISMOB, foram repassadas duas parcelas para a proposta nº 11429713000114003, referente à construção da unidade de saúde na comunidade Santo Antônio do Tracajá pelo valor proposto de R$ 408.000,00 (quatrocentos e oito mil reais). Na primeira parcela, paga no dia 07 de agosto, a prefeitura recebeu o montante de R$ 81.600,00 (oitenta e um mil, e seiscentos reais). Com relação à segunda parcela, repassada no dia 11 de outubro, o executivo recebeu R$ 244.800,00 (duzentos e quarenta e quatro mil, e oitocentos reais). Totalizando os repasses, o executivo recebeu a quantia de R$ 326.400,00 (trezentos e vinte e seis mil, e quatrocentos reais) para a execução da obra. O valor é exatamente 80% dos R$ 408 mil destinados à UBS.

A construção da UBS de Vila Amazônia (proposta nº 114297130001140004) recebeu o mesmo valor que foi repassado para o Santo Antônio do Tracajá. A única diferença, segundo o que está descriminado no relatório da situação do município no sistema de obras do Ministério da Saúde, é a data do pagamento das parcelas.

Com relação aos 20% do pagamento das parcelas comentado pelo secretário, a única obra em que isso se confirma é a do Mocambo do Arari. Para a UBS foram repassados R$ 81.600,00 (oitenta e um mil, e seiscentos reais) referente ao pagamento da primeira parcela, quitada no dia 07 de agosto.

 

Daniel Sicsú/JI

você pode gostar também