David Paixão agradece apoio da Prefeitura de Parintins e promete lutar por novas conquistas

Em reconhecimento a suas lutas e conquistas, dentre elas, o mundial de muay thai na Tailândia, o parintinense David Rainer Paixão, 24 anos, desfilou em carro aberto pelas ruas da cidade e recebeu moção de aplausos na Câmara Municipal de Parintins nesta segunda-feira, 11 de março. “É muito bom receber o carinho do meu povo. Nunca tive oportunidade, me aventurei e graças a Deus deu tudo certo”, disse emocionado, o campeão David Rainer ao reelembrar sua trajetória.

Mas nem tudo foi alegria lutando fora do Brasil. Pelo custo de vida alto e por está com visto provisório vencendo, David ficou a poucos dias de se tornar um ‘clandestino’ no país asiático. “O Muay Thai na Tailândia é como o futebol no Brasil. Fiquei com muito medo de ter meu passaporte cancelado. Como no futebol, foi aos 45 minutos do segundo tempo, um dia para que todo o meu sonho de conquistas se tornasse pesadelo, mas graças a Prefeitura através do prefeito Bi Garcia retornei a minha cidade natal e prometo retribuir lutando por novas conquistas, levando novamente o nome de Parintins além das fronteiras”, destaca o campeão mundial de muay thai, David Rainer Paixão de 24 anos.

David Paixão

Ex-aluno da Escola Estadual Dom Gino Malvestio, David Paixão é filho do casal de professores Jasson Rodrigues Jacaúna e Eficênia Maria Reis Paixão, moradores da Rua Amazonino Mendes, bairro Itaúna 2.

David lutou duas competições de MMA em Parintins e, em ambas, foi vencedor por finalização. Ao todo, ele tem 52 lutas de Muay Thai. Desse total, 46 vitórias dentre elas, 4 por nocaute. Foi campeão de 2012 a 2017 em São Paulo e é atual campeão do Cinturão no Muay Thai Internacional 2019.

Próximo Desafio

David tem encontro marcado na disputa do GP em São Paulo no mês de abril, onde irá encarar 16 adversários de todo o Brasil. “Meu patrocinador sempre foi Deus. Apesar de ser o número 1 do meu país, vou iniciar meus treinamentos ainda em Parintins, procurando apoio com meus amigos para voltar para São Paulo para esse desafio que é um dos mais bem pago do Brasil. Se Deus quiser eu vou vencer em busca de outras competições internacionais”, ressaltou Paixão.

Kedson Silva/JI

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here