Gov-03

DIA DA AMAZÔNIA

Por ser uma região rica em recursos, a Amazônia desperta o interesse de muitas pessoas.

Dia da Amazônia é celebrado anualmente em 5 de setembro.

A data comemorativa foi instituída pela Lei nº 11.621, de 19 de dezembro de 2007, com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a importância da maior floresta tropical do mundo e da sua biodiversidade para o planeta.

O dia 5 de setembro foi escolhido, pois nesta data, no ano de 1850, o Príncipe D. Pedro II decretou a criação da Província do Amazonas (atual Estado do Amazonas).

Por ser uma região rica em recursos, a Amazônia desperta o interesse de muitas pessoas. Entretanto, a exploração pode vir a causar danos ao ambiente e, por isso, a data busca alertar sobre os principais problemas que afetam a região, como o desmatamento.

Importância da Amazônia para o planeta

A Amazônia é importante, por exemplo, para conservação do clima no planeta, manter o equilíbrio ambiental e reciclar uma boa parte de carbono na atmosfera.

Além disso, a região é rica em biodiversidade. Nela está localizada a maior floresta tropical do mundo, a Floresta Amazônica. A Bacia Amazônica também confirma a abundância de recursos hídricos, já que se trata da maior bacia hidrográfica do mundo.

A amazônia é reconhecida pela sua diversidade animal e vegetal, já que existem espécies de plantas e animais que apenas são encontrados na região.

Preservação da Amazônia: desafios para conservação

Algumas das atividades econômicas desempenhadas na Amazônia são: extração madeireira, agricultura, pecuária e mineração.

A exploração dos recursos vegetais, animais e minerais geram grandes impactos na região, principalmente pelo desmatamento da floresta amazônica.

Também, a floresta amazônica atualmente está ameaçada pelos constantes desmatamentos ilegais, afetando diretamente a fauna e a flora da região, causando desequilíbrios e crises ambientais a nível global.

Como medidas para preservar a região amazônica são necessárias políticas públicas para diminuição do desmatamento, aumento da fiscalização para reprimir as atividades ilegais, melhorar as práticas de trabalho para conviver em harmonia com o ambiente e maior participação da população para cobrar políticas ambientais dos gestores.

 

Fonte: https://www.calendarr.com/

Publicado por Carlos Frazão/JI

Fotos: SECOM Parintins

 

 

você pode gostar também