Estado

Dinheiro apreendido pela polícia seria utilizado em campanha de Marcos da Luz, afirma promotor

Uma quantia de R$ 50 mil (cinquenta mil reais) foi apreendida por uma guarnição da Polícia Militar na tarde deste sábado (1), em poder do presidente do Partido Republicano Brasileiro (PRB), Clemilton Moriá. A informação foi dada em coletiva de imprensa pelo promotor eleitoral, Flávio Mota, que disse ainda que o caso configura-se como crime eleitoral e que providencias legais serão tomadas.

A apreensão foi feita após  policiais revistaram um automóvel dirigido pelo presidente da sigla na avenida Armando Prado, Centro.

Segundo o que foi apurado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), o dinheiro apreendido seria utilizado para custear pagamentos da campanha do candidato a vereador e ex-secretário do governo Carbrás, Marcos da Luz (PRB).

O candidato Marcos da Luz faz parte da coligação “A Força Que Vem do Povo”, composta pelo PRB, PMB, PSD e PC do B. Apesar de ser de uma coligação capitaneada pelo partido do prefeito e candidato desistente à reeleição, Alexandre da Carbrás (PSD), o partido de Da Luz apoia a candidatura de Márcia Baranda (PMDB). Em diversos posts no Facebook, o presidente do PRB, Clemilton Moriá, externa apoio à candidata pmdebista.

Apesar do apoio à candidata, Moriá utilizou a rede social para dizer que o dinheiro nada tinha a ver com a campanha de Baranda. “O dinheiro que estava comigo era dinheiro lícitos de material de campanha que vendi do fruto do meu trabalho, e não tem nada a ver com a candidata Marcia Baranda, a qual nem faz parte do nosso grupo político”, escreveu em seu perfil.

Daniel Sicsú/JI

você pode gostar também