Gov-01

Em Parintins, Desrespeito da população gera aglomeração e tendas de proteção são retiradas da Caixa Econômica

O gerente da Vigilância Sanitária, Leopoldo Mendonça, afirma que as pessoas não estão respeitando o distanciamento e a responsabilidade com a vida, por isso a decisão da retirada dos toldos.

Apesar da boa intenção da empresa ProShow em ajudar os parintinenses, um ‘descontrole’ da população na formação da fila para sacar o Auxílio Emergencial em frente a Caixa Econômica, nesta terça-feira, 14, gerou denúncias à Defensoria Pública e a Vigilância Sanitária que decidiram pela retirada das tendas de proteção.

 

Sobre as denúncias e a decisão da retirada dos toldos, o defensor público Gustavo Cardoso relatou que “a população denunciou a aglomeração que se formou hoje em frente a Caixa Econômica, e a Defensoria Pública contactou a Vigilância Sanitária e a empresa responsável pelos toldos e chegamos ao consenso de se fazer a retirada do mesmo nesse momento”.

 

O defensor público reforça que “será feito o isolamento de todo perímetro para que as pessoas possam receber seus benefícios sociais, sem colocar a coletividade em risco. Do mesmo modo, exigiu-se que nenhuma pessoa possa entrar na Caixa Econômica sem máscara, cumprindo o decreto municipal. A gente não pode achar que estamos vivendo em condições normais, a situação é séria e  por isso, estamos aqui fazendo essa diligência em loco, juntamente com a Vigilância Sanitária”.

 

O gerente da Vigilância Sanitária, Leopoldo Mendonça, parabeniza a iniciativa do empresário Babá Tupinambá, e reafirma que as pessoas não estão respeitando o distanciamento e a responsabilidade com a vida, por isso a decisão da retirada dos toldos. “Infelizmente estão fazendo aglomeração, inclusive, xingando as pessoas que estão na linha de frente no combate ao vírus, até mesmo ao policiamento”, reiterou.

 

“Temos que manter o distanciamento, o isolamento social, e só sair de casa em extrema necessidade, evitando assim, a proliferação desse vírus. Por segurança, todos temos que usar a máscara”, finalizou Leopoldo.

Kedson Silva/JI

você pode gostar também