Emoção na comemoração de 15 anos do JI

Uma iniciativa do professor carioca apaixonado pela Amazônia, Carlos Frazão, O Jornal da Ilha foi fundado no dia 16 de fevereiro de 2001, em Parintins.

De acordo com o fundador do JI, professor e jornalista Carlos Frazão, a ideia de criar o periódico surgiu após uma participação sua nas três edições do semanário de responsabilidade do jornalista Dulcival Campos. “Com a experiência que tive, surgiu a ideia de ter um jornal. Daí, formei uma equipe versátil e fundei O Jornal da Ilha”, narrou.

Logo em sua primeira publicação, o periódico revolucionou por ser o primeiro informativo colorido impresso em gráfica na cidade. “Nós trouxemos essa inovação para Parintins. Depois de um tempo, os jornais que eram feitos em mimeógrafos ou xerocados passaram também trabalhar com impressões feitas em gráficas”, exaltou.

Após ser o pioneiro na produção e publicação de um jornal colorido, impresso em material de alta qualidade em gráfica, o JI também está marcado na história como o primeiro veículo a ter uma plataforma digital em Parintins. Em 2013, em reconhecimento ao trabalho feito, o site do jornal recebeu o prêmio EXCELÊNCIA E QUALIDADE, da Associação Brasileira de Liderança Jornalística do estado de São Paulo. Atualmente, o endereço eletrônico do O Jornal da Ilha está próximo da casa de 13 milhões de acessos.

Além do prêmio ganho em São Paulo, o JI tem outros feitos que marcaram seus 15 anos de história em Parintins. O informativo foi o primeiro a noticiar no mesmo dia os atentados em Nova York no dia 11 de setembro de 2001 e os falecimentos de seu Valdir Viana e Maria Ângela.

IMG-20160216-WA001720160216_142954

Comemoração

 

O dia 16 de fevereiro mal começou e já havia inúmeros posts e comentários de leitores, colaboradores, amigos e simpatizantes parabenizando O Jornal da Ilha nas redes sociais pela passagem dos 15 anos de sua fundação.

Para comemorar o aniversário, o fundador e redator-chefe, Carlos Frazão, convidou colaboradores e ex-colaboradores, amigos e simpatizantes do O Jornal da Ilha para participarem da celebração de uma missa na catedral de Nossa Senhora do Carmo. No decorrer da missa celebrada pelo padre Rui Canto, Frazão emocionou-se ao lembrar da trajetória do veículo. “Passou um filme na minha cabeça durante a missa e lembrei de quase toda a história do jornal”, disse bastante emocionado.

Após a missa, a equipe e amigos do O Jornal da Ilha participaram de um almoço, onde confraternizaram por mais um ano de atividades do periódico. À tarde, o redator-chefe, Carlos Frazão, e os repórteres, Daniel Sicsú e Kedson Silva, participaram do programa Parintins em Revista e falaram sobre a atuação do jornal ao longo de 15 anos. No período da noite, a equipe realizou um jantar para finalizar as celebrações. Da Redação/JI Fotos: facebook

 

você pode gostar também