Empresário que teve farmácia lacrada processará Prefeitura de Parintins

Com auxílio jurídico do advogado Rodrigo César da Silva, o empresário do ramo farmacêutico, Ricardo Linhares, entrará nos próximos dias com uma ação judicial contra o executivo municipal devido ao fechamentode sua drogaria.

Em contato com a redação do Jornal da Ilha na manhã desta quarta-feira, 13, Linhares afirmou que o seu advogado está reunindo documentos e evidências para dar entrada no processo contra a Prefeitura Municipal no Fórum de Justiça de Parintins. A ação visa comprovar que o lacre do estabelecimento foi equivocado e que a ordem de fechamento partiu da Prefeitura e não da Vigilância.

De acordo com o advogado Rodrigo César, a farmácia de Linhares só poderia ser fechada mediante a desobediência de três notificações da Vigilância Sanitária. Ele afirma que o comparecimento de Ricardo na Vigilância foi solicitado na sexta-feira, 08, num prazo de 48 horas. Porém, no sábado, 09, a drogaria foi lacrada por funcionários da Prefeitura.

No processo constará que o prazo de 48 horas dado pela Vigilância ao comerciante não foi obedecido, pois em menos de 24 horas o seu estabelecimento foi fechado. O desvio de funções também estará presente na ação judicial, em vista que a decisão de lacrar a farmácia partiu da Prefeitura e não da Vigilância Sanitária.

 

Daniel Sicsú/JI

Foto: reprodução do Facebook

 

2 Comentários

  1. Vcs tem que verificar ,porquê o prefeito viaja tanto pro estado do Tocantins ,oque ele faz tanto lá?

  2. Como é que pessoa desse nível apresenta-se como gestor público?
    Srº prefeito, comércio fechado, gera desemprego e perda de renda para para o município.
    Humilhe-se diante desse povo pacato e ordeiro que é o parintinense e peça perdão por seus atos desastrosos.

Comments are closed.