Gov-03

Escolinha de Futsal Tá na Veia anuncia nova categoria para temporada 2021

As aulas desta categoria serão ministradas pelo pedagogo e desportista, Jander Beltrão.

Com os números de infecções pelo Covid-19 em baixa e a liberação das atividades esportivas em Parintins por parte do Comitê de Combate a doença, a escolinha de futsal Tá na Veia anuncia novidade para a temporada 2021, com o início das inscrições para a categoria babyfut, voltada a crianças de 4, 5 e 6 anos de idade. As aulas desta categoria serão ministradas pelo pedagogo e desportista, Jander Beltrão.

Jander Beltrão fala da importância da parceria junto a escolinha. “É um público onde inicia-se na prática esportiva. Estamos com essa perspectivas de juntamente com o professor Zinho Inomata e o projeto ‘Tá na Veia’, de realizar essa prática com o objetivo de levar o futsal as crianças para o seu desenvolvimento psicomotor, fazendo com que elas tenham acesso a um trabalho pedagógico”.

Segundo Jander, ainda sem horários definidos, os treinos acontecerão na Escola Lila Maia e no ginásio Elias Assayag. “Esse primeiro contato esportivo é importantísimo para o desenvolvimento da criança com o apoio dos pais e demais familiares na busca dessa socialização entre professor, criança, escolinha e o meio social”, reitera.

Sobre o retorno da atividade ainda em período pandêmico, o professor esclarece que nesse momento de crise sanitaria precisamos desenvolver nas crianças esse potencial da imunidade através do esporte. “Não sabemos quantas crianças tiveram acesso ao vírus, e é importante que todas as crianças se tornem atletas ou individuos que praticam atividades esportivas que possam gerar imunidade para o seu corpo”, reforça.

Interessados em integrar seu filho na escolinha, é só entrar em contato com Jander Beltrão pelo número de telefone (92) 99279-4127. Mais informações podem ser adquiridas pelas plataformas digitais da escolinha Tá na Veia (facebook e Instagram). “Só através da prática do esporte iremos realmente nos desenvolver como pessoa, como cidadão, levando para vida uma disciplina e um respeito ao ser humano e ao próximo”, conclui Beltrão.

Kedson Silva/Parintins Em Destaque

Foto: Arquivo da Escolinha

você pode gostar também