Fim de sessão da Câmara é marcado por confusão generalizada

Depois da sessão desta terça-feira (22), a Câmara Municipal de Parintins foi palco de uma grande confusão. Os vereadores Carlos Augusto das Neves (PSD), Rai Cardoso (PMDB) e o empresário João Pedro Baranda foram os pivôs de um verdadeiro alvoroço.

Em seu discurso, o vereador Rai Cardoso teceu duras críticas ao prefeito de Parintins, Alexandre da Carbrás (PSD), chegando a lhe denominar como ladrão. Cardoso também criticou o líder do governo municipal no legislativo, vereador Carlos Augusto das Neves, chamando-o de ‘puxa-saco’.

Para rebater, Carlos Augusto das Neves disse que a irmã de Cardoso, a empresária Márcia Baranda, surrupiou o Boi-bumbá Caprichoso durante sua gestão como presidente. O vereador referiu-se à empresária mencionando um de seus empreendimentos comerciais como o “supermercado ninguém gosta mais desse boi do que eu”, deixando a entender que o mesmo é fruto de dinheiro desviado do Caprichoso.

Incomodado com o que o vereador Carlos Augusto das Neves falou na tribuna sobre sua esposa Márcia Baranda, o empresário João Pedro Baranda foi até a Câmara para tirar satisfação com o parlamentar. Testemunhas dizem que Baranda chegou na Câmara acompanhado de cinco carros com familiares em busca de Carlos Augusto. Uma grande confusão foi instalada na frente da casa legislativa e a Polícia Militar teve que ser chamada para acalmar os ânimos.

Após o rebuliço, o vereador Carlos Augusto teve que sair escoltado por uma guarnição da PM. Nenhum dos envolvidos no tumultuo foi detido. O caso vai ser averiguado pela Polícia Civil.

 

Daniel Sicsú / JI

você pode gostar também