Goleiro parintinense a um passo da Seleção Brasileira de Handebol

Com o sonho de integrar a Seleção Brasileira de Handebol, o goleiro parintinense Davi Malcher da Silva, 16, realizou testes no final de semana na cidade de Criciúma (Santa Catarina) no Centro de Alto Rendimento da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) e com os seus 1m95cm foi classificado junto com mais três atletas para participar do acampamento nacional (etapa final), que acontece no mês de outubro em São Paulo-SP. “Fiquei feliz, mas sou consciente que tenho muito a melhorar. Agora é manter o foco e se dedicar aos treinamentos do professor Gustavo Ritter e do treinador Ahmed Fathalla (egípcio) até o acampamento nacional”, ressaltou Davi Malcher que hoje reside com a família na cidade de Joinville-SC.

O parintinense encarou o desafio frente a um grupo de 60 candidatos/atletas. Observado e selecionado para o Acampamento Nacional de Desenvolvimento e Melhorias Técnicas de Handebol, de onde sairão os relacionados para compor a seleção brasileira na categoria cadete, que abrange atletas de 14 a 16 anos, o parintinense está a um passo de vestir e defender a camisa verde e amarela em competição internacional com data ainda a ser definida.

A mãe do goleiro, Aparecida Silva diz estar feliz e orgulhosa. “Orgulho para mim como mãe e como parintinense. Estamos na torcida, mas entregamos tudo na mão de Deus sempre com humildade, paciência e responsabilidade”.

Trajetória

Ela comenta que Davi foi descoberto pelo professor Márcio Cabeludo quando foi aluno/atleta da escola São José Operário e com apoio da gestora Ana Lúcia Pinheiro conquistou pela escola, o tricampeonato estadual (JEA’s) e a medalha de bronze no brasileiro escolar do ano de 2016. Ano passado, morando em Manaus, Malcher se consagrou campeão amazonense integrando a equipe da Universidade Nilton Lins.

Atualmente o goleiro parintinense defende em jogos regionais e nacionais o município de Joinville. “Agradeço a todos que o ajudaram nessa trajetória. O Davi ama o handebol e é empenhado aos treinamentos agora sob orientação do professor Gustavo e seu treinador Ahmed Fathalla que o acompanham em Santa Catarina”, reiterou.

                    Cauã(D), Davi e Rian

 

Sempre colhendo bons frutos, dessa geração de ouro do handebol parintinende da escola São José Operário já integram a seleção brasileira (atuais campeões sul-americanos na categoria) os atletas Rian Kayk Souza e Cauã Barbosa. Com Davi, a seleção brasileira pode ter três reforços parintinenses para a temporada desse ano.

Kedson Silva/JI