Campanha Caburi

Grupos protestam contra Dilma em 200 cidades

Onda de passeatas deve tomar as ruas do país neste domingo. Manifestações devem se intensificar à tarde, quando começam os atos no Rio e em São Paulo

Mais de 200 cidades brasileiras serão palco neste domingo de protestos contra o governo federal e a presidente Dilma Rousseff. Os organizadores esperam reunir cerca de 100.000 pessoas nas principais passeatas, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Não existe, porém, uma estimativa oficial das secretarias de Segurança Pública. Também haverá manifestações contra Dilma no exterior, em frente a embaixadas brasileiras e em pontos turísticos na América do Sul, Europa e Estados Unidos.

A organização dos protestos se divide sobretudo entre três grupos: Vem Pra Rua, Movimento Brasil Livre e Revoltados Online. Os organizadores convocam os manifestantes pela internet e pelo aplicativo de celular Whatsapp. O MBL e o Revoltados Online defendem o impeachment imediato da presidente – o segundo, apoia ainda a intervenção militar. Integrantes de partidos da oposição, como DEM, Solidariedade, PPS e PSDB também prometem aderir ao protesto.

 

A manifestação em âmbito nacional ganhou força e peso político depois do panelaço durante o pronunciamento de Dilma na TV no último domingo e das vaias a ela numa feira da construção civil em São Paulo. A repercussão e a dimensão das marchas, ainda pouco previsíveis, preocupam o Palácio do Planalto, mas setores da oposição também hesitam em apoiá-las porque temem acarem associados aos articuladores do impeachment – o que o PSDB, por exemplo, é declaradamente contrário neste momento. Na quinta-feira, a presidente disse que encara as manifestações “com tranquilidade”. Sindicatos e movimentos sociais ligados ao PT promoveram uma manifestação na sexta para tentar blindá-la e arrefecer a mobilização pela saída da presidente.

A rotina da capital paulista neste domingo foi alterada por causa das manifestações: houve mudanças nos horários de eventos políticos, culturais e até esportivos. Algumas passeatas ocorrerão pela manhã, a partir das 9 horas. Mas as principais marchas nas capitais foram agendadas para a tarde e devem começar simultaneamente, a partir das 14 horas. O policiamento será reforçado para garantir que as manifestações transcorram sem confrontos. Haverá grupamentos das tropas de choque em alerta.

 

 

As principais cidades do protesto contra Dilma

CidadeLocalHorário
Águas de Lindóia (SP)Centro14h
Apucarana (PR)Catedral Nossa Sra. de Lourdes15h
Aracaju (SE)Arcos da Orla9h30
Arapiraca (AL)Praça Marques9h30
Bauru (SP)Av. Getúlio Vargas9h30
Belém (PA)Praça da República9h30
Belo Horizonte (MG)Praça da Liberdade15h
Blumenau (SC)Prefeitura16h
Brasília (DF)Congresso Nacional9h30
Campina Grande (PB)Praça da Bandeira14h
Campinas (SP)Largo do Rosário16h
Campo Grande (MS)Praça Ari Coelho16h
Caxias (MA)Praça da Matriz9h
Caxias do Sul (RS)Praça Dante15h
Criciúma (SC)Parque das Nações Cincinato Naspoline15h
Curitiba (PR)Praça Santos Andrade14h
Dourados (MS)Praça da Igreja Central15h
Farroupilha (RS)Praça da Bandeira Farroupilha16h
Florianópolis (SC)Ticen16h
Fortaleza (CE)Praça Portugal10h
Goiânia (GO)Praça Tamandaré14h
Ihéus (BA)Praça Cairú16h
Imperatriz (MA)Praça de Fátima9h30
Indaiatuba (SP)Estacionamento Parque Ecológico10h
João Pessoa (PB)Busto Tamandaré16h
Joinville (SC)Praça da Bandeira16h
Juiz de Fora (MG)Praça São Matheus9h30
Lages (SC)Estátua Antônio Correia Pinto10h
Londrina (PR)Colégio Vicente Rijo15h
Maceió (AL)Corredor Vera Arruda8h30
Manaus (AM)Av. Eduardo Ribeiro9h30
Marabá (PA)Praça Duque de Caxias16h
Mossoró (RN)Colégio Diocesano15h
Natal (RN)Midway Mall15h
Palmas (TO)Praça dos Girassóis16h
Parnaíba (PI)Balão do Mirante16h
Parnamirim (RN)Cohabinal – Gosto e Sabor15h
Porto Alegre (RS)Parque Moinho dos Ventos15h
Recife (PE)Praia de Boa Viagem9h
Rio de Janeiro (RJ)Copacabana Posto 59h30
Salvador (BA)Farol da Barra9h30
Santa Maria (RS)Saldanha Marinho14h
São João Del Rei (MG)Praça da Estação Rodoviária16h30
São Lourenço do Sul (RS)Prefeitura Municipal14h
São Luís (MA)Av. Litorânea – Parquinho das Crianças9h
São Paulo (SP)MASP14h
Sorocaba (SP)Praça do Canhão16h
Teresina (PI)Av. Marechal Castelo Branco – Alepi16h
Tubarão (SC)Praça Central16h
União da Vitoria (PR)Praça Coronel Amazonas14h
Vinhedo (SP)Portal15h
Vitoria (ES)Praça do Papa16h

Fonte: Movimento Brasil Livre

 

 

Revista VEJA

 

 

você pode gostar também