Guedes garante ZFM e cobra pirarucu

O ministro da Economia, Paulo Guedes recebeu senadores e deputados do Amazonas no seu gabinete em Brasília. A conversa durou uma hora e a bancada saiu comemorando.

Guedes até falou com a imprensa depois da reunião. Ele garantiu que a Zona Franca de Manaus vai continuar sendo vantajosa para a indústria. Disse ainda que a ideia do Governo Federal é mexer em impostos pelo Brasil e facilitar a vida do investidor, mas sem deixar a Amazônia de fora. Ele se comprometeu a garantir vantagens comparativas para a ZFM.

Águas passadas

“Tá tudo esclarecido entre nós”, foi a afirmação do ministro da Economia ao ser questionado sobre as declarações da semana passada. O chefe de uma das maiores pastas do Executivo deu a entender que foi mal interpretado na entrevista que concedeu a Globo News.

Guedes acrescentou também que é provável que a Zona Franca abra um leque para mais investimentos. O secretário da Receita Federal falou que o Planalto estuda a criação de um regime especial para a Zona Franca.

Resposta da Bancada

A proposta do ministro foi bem recebida. O líder da bancada amazonense, o senador Omar Aziz disse que os parlamentares foram tranquilizados. Omar lembrou que as vantagens comparativas são importantes para garantir o modelo. “Pode haver mudança? Pode, mas sempre nós teremos vantagens comparativas para manter o Polo industrial”, acrescentou.

E o pirarucu

Ao final da entrevista coletiva, Guedes quis descontrair o ambiente. Ele pediu peixe, mais precisamente um dos queridinhos da nossa região. Disse que os deputados e senadores tinham lhe oferecido um pirarucu. Restar saber se ele vem a terrinha apreciar o prato ou se quer que a iguaria seja levada pra Brasília. Pirarucu seco ou fresco?

Comissão especial da Previdência

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia criou ontem a comissão especial para analisar a Reforma da previdência. Ela deve ser instalada hoje às 11h (horário de Brasília).

Serão 49 membros. Alguns nomes já estão no site oficial da Casa. Por enquanto, o deputado federal, Capitão Alberto Neto é o único amazonense que aparece na lista.

Mais amazonenses

O PR, partido do deputado federal Marcelo Ramos, ainda não divulgou seu escolhido. O nome do parlamentar é cotado e nos bastidores, a história que corre é que ele pode assumir a presidência da comissão. Ramos é membro da CCJ e votou pela admissibilidade da proposta.

Ele não comentou a possível indicação, mas falou que é favor de uma mudança no sistema previdenciário brasileiro desde que não haja um corte nos direitos dos professores.

Polo de componentes da ZFM por um fio

Depois de quase três anos, o Supremo Tribunal Federal (STF) retoma na tarde desta quinta-feira, 25, julgamento que impacta diretamente no modelo tributário relativo à Zona Franca de Manaus. De um lado, empresas e o Estado de Amazonas, do outro, a União e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Vantagens comparativas

Segundo o procurador Carlos Alberto de Moraes, Procurador-Geral do Estado do Amazonas, caso o STF decida pelo não creditamento de IPI em insumos isentos provenientes das empresas que produzem componentes na Zona Franca de Manaus, as mesmas perderiam vantagem comparativa em relação ao resto do País, o que importaria a saída de muitas empresas do Polo Industrial de Manaus.

Placar de 2 a 2

Ainda restam seis ministros decidirem seus votos.

Os votos favoráveis à Zona Franca de Manaus foram dados pelos ministros Edson Fachin e Luís Roberto Barroso, enquanto os ministros Marco Aurélio Mello – relator – e Alexandre de Moraes votaram pelo fim do incentivo.

Cidadão Lewandowski

O presidente da Aleam, deputado Josué Neto (PSD), quer conceder o título de cidadão amazonense ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski. A proposta recebeu parecer favorável do relator, deputado estadual João Luiz (PRB).

Tomará que Lewandowski vote a favor da ZFM.

Eleições 2020

O Portal Pontual publicou nesta quarta-feira (24), pesquisa de intenção de voto para a Prefeitura de Manaus. O ex-deputado estadual David Almeida (PSB) lidera a disputa com 22.5% das intenções seguido pelo deputado federal José Ricardo (PT) com 13.8% e pelo vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta (Sem Partido) com 9.7%.

“É voto pra cachorro”

Quem surpreende nesta pesquisa é a deputada estadual Joana D’arc – Protetora dos Animais (PR) que aparece com 7.1% das intenções de voto, ocupando a quarta colocação na frente, inclusive, do atual presidente da ALEAM, Deputado Josué Neto (PSD).

A disputa interna do PR

O Partido da República terá pela frente a difícil disputa interna para definir quem será o candidato do partido nas eleições de 2020. O PR conta com o atual deputado federal Marcelo Ramos que obteve mais de 500 mil votos no segundo turno contra o prefeito Arthur Virgílio, o ex-senador e ex-prefeito de Manaus, Alfredo Nascimento, e a própria Joana D’arc que aparece como uma nova opção na política amazonense.

Prosamim ressurge

O governador Wilson Lima (PSC) lançou nesta quarta-feira (24) um pacote de obras voltado para saneamento e habitação em Manaus.

Orçado em quase R$ 80 milhões, a iniciativa vai concentrar na construção do Prosamim entre as ruas Silves e Maués, no bairro Cachoeirinha, e ainda na revitalização de sete parques da cidade.

Investimentos milionários

Somente o Prosamim Silves-Maués terá investimentos de R$ 70 milhões e será custeado com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com uma contrapartida do governo do Estado.

Programa habitacional

Com as obras, o governo pretende resolver um grave problema ambiental e habitacional que atinge esta área da cidade, nas proximidades do Igarapé do 40, reassentando mais de 900 famílias.

Na esteira de Braga

Com a retomada da obras do Prosamim em Manaus, Wilson da sequência em um projeto idealizado em 2003 pelo ex-governador Eduardo Braga (MDB), que se tornou uma das marcas de seu governo e peça chave na sua reeleição.

O Lobo da Maus Caminhos

Os advogados do ex-secretário estadual de Fazenda do Amazonas, Afonso Lobo, querem que o secretário estadual de Educação de São Paulo, Rossieli Soares, confirme em depoimento à Justiça Federal, no processo da Maus Caminhos, que Lobo não utilizou recursos do Fundeb para pagar o INC (Instituto Novos Caminhos), apontada como fonte dos desvios de milhões de recursos da saúde.

 

 

www.diretoaopontonews.com.br

 

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

WhatsApp: 92 99382-4598