Gov-01

Homem ajoelha e ora no meio da rua e opiniões se dividem

Uns elogiaram, outros ignoraram. Teve até quem disse que é uma oração sem valor, se tratando de um bêbado.

O relógio marcava 18h e este homem ajoelha no meio da rua e ora. Percebe-se que o cidadão, já idoso, não é nenhum desses católicos ou evangélicos fervorosos (gosta muito de uma cachaça), mas seus parceiros de bebida afirmam que ele pratica a ação todos os dias, e, no mesmo horário.

Hoje a reportagem do Blog Ilha Tupinambarana flagrou o homem orando bem próximo do passeio da rua Armando Prado, Centro de Parintins. Foi uma oração silenciosa que durou alguns minutos. Antes de levantar, ele fez o sinal da cruz e clamou o nome de Jesus.

Algumas pessoas que assistiram o ato, pela primeira vez, divergiram sobre a atitude daquele homem. Uns elogiaram, outros ignoraram. Teve até quem disse que é uma oração sem valor, se tratando de um bêbado.

Opinião

Nosso pensamento a respeito do fato é que não se deve julgar ninguém. Se ele ora todos os dias é porque existe uma razão. O problema é que muitas pessoas sendo sãs de qualquer vício, se quer, tem um tempinho para dobrar os joelhos não na rua, obviamente, mas pelo menos no quarto da casa.

E neste momento, senhoras e senhores, o mundo precisa de oração. Estamos passando por um momento delicado. Um vírus está destruindo a raça humana e, neste momento, a intimidade com Deus vale muito

 

Aroldo Bruce, colaborador JI

Blog Ilha Tupinambarana

você pode gostar também