Kwati Club celebra 20 anos com tradicional festa à fantasia

A expectativa é para as fantasias que concorrem a prêmios individual, dupla, grupo e a mais criativa.

Está chegando um dos momentos mais esperados pelos foliões de Parintins, a tradicional festa à fantasia do Kwati que neste ano comemora 20 anos.

Para marcar a data, a festa será realizada neste sábado, 15 de fevereiro com  as badaladas bandas Free Lance que vem pela primeira vez a ilha, Banda dos Top’s e Dj Ruan.

A expectativa é para as fantasias que concorrem a prêmios individual, dupla, grupo e a mais criativa.

Entre as novidades que fazem sucesso estão as taças personalizadas comemorativas dos 20 anos.

Criada por um grupo de amigos, a partir de uma brincadeira de tênis, a festa ganhou grande proporção e está no calendário do carnaval parintinense abrindo a folia na ilha.

Após 20 anos a festa ganhou um grupo da nova geração kwati. Amigos que se dividem na organização do evento, promovem as mídias sociais e brincam o carnaval.

 

História

A festa nasceu no ano em que não houve carnaval na cidade, lembra João Pedro Baranda um dos fundadores da festa. A idéia foi de Chicão Ianuzzi( falecido). “Íamos para o kwati para jogar tênis e um dia depois do jogo conversamos e decidimos fazer uma festa de carnaval para os amigos”, conta.

Segundo Baranda o primeiro baile foi denominado de carnaval no Havaí. “Lembro que colocamos frutas em cima da mesa, abacaxi e colares. Depois tivemos o Aiaká que entrou  nesse perfil então saímos e partimos para o Baile à fantasia”, recorda.

A festa foi ganhando proporção e novos investimentos. “Trazemos bandas novas, mais segurança, área de alimentação porque quando termina a festa reunimos, avaliamos para ver aonde houve falhas para melhorar  no ano seguinte”, destaca.

Mas, para ele existe o sentido da amizade de gente que pensou  a festa e continua no grupo de amigos. “Só não está conosco quem se mudou de cidade ou partiu, mas os outros continuam há 20 anos.  O que mais me completa é reunir os amigos pra decidir sobre a festa com eles”, enfatiza.

Para os 20 anos é só gratidão, assegura Baranda.

“Gratidão a um público que é recíproco. É prazeroso ouvir dos foliões até para o ano, sinal de sucesso”, completa.

Para Carmona Oliveira, outro membro fundador, o que era apenas brincadeira de amigos tornou-se tradição e tem muitos significados.

“Participar da festa do Kwati nesses 20 anos para mim é um motivo de alegria por estar ao lado de muitos amigos que construíram essa festa ao longo desses anos e agora é atração em Parintins”, declarou.

A festa está consolidada e faz parte do  calendário municipal do carnaval.

“Hoje é referência para as pessoas se divertirem. Temos os foliões, as fantasias, as pessoas se preparam para desfilar, brincar porque a festa oferece sempre o melhor”, enfatiza.

Mas, para ele também é de oportunidades. É uma somatória de coisas positivas. “É referência para pessoas quem querem vender churrasco, tacacá, os mototaxis,  taxistas. A festa só cresce e cada vez mais me orgulho de fazer parte desse grupo de amigos”, conclui.

A amizade também fala mais alto para Márcia Baranda que recorda os 20 anos com sucesso de público.

“Há 20 anos nós tínhamos a ideia de simplesmente brincar com amigos. Hoje temos uma nova geração, mas todos amigos e queremos que permaneça assim”, diz Márcia,  fundadora do carnaval do kwati.

Para ela hoje a festa tem contribuição cultural e econômica. “A festa do Kwati é a folia antecipada que aquece a economia com resultados positivos. Nesses 20 anos acompanhamos essa evolução e a  importância para Parintins. A festa movimenta a economia criativa, as costureiras, os artistas, artesãos, o comércio de adereços e distribui prêmios a quem veste a fantasia para extravasar na folia”, comemora Márcia.

São vários setores que ganham com a festa porque apostam em novas ideias.

A festa dos 20 anos será marcada pelas novas idéias, sem perder de vista a alegria do carnaval e o fortalecimento da amizade.

 

Josene Araujo/Assessoria de Imprensa

Postado por Carlos Frazão/JI

você pode gostar também