Leptospirose faz outra vítima em Parintins e Bi Garcia consegue remoção do corpo

Doença transmitida através da urina de roedores em contato com a pele…

A parintinense, Rosa Inês Vasconcelos da Silva, de 47 anos, faleceu no início desta semana, em Manaus, vítima de leptospirose. Transmitida através da urina de roedores em contato com a pele, a doença atinge principalmente os rins, fígado, cérebro e pulmões.

Rosa Inês foi encaminhada a Manaus com os sintomas da doença e ficou internada no Hospital 28 de agosto para tratamento. Após complicações gerada pela proliferação do vírus “Leptospira”, Inês foi a óbito.

Segundo apuração feita pela reportagem do O Jornal da Ilha, a família de Rosa encontrou dificuldades para fazer o translado do seu corpo para Parintins. Ao procurarem auxílio da representação do município na capital, familiares foram atendidos somente com a concessão de uma urna funerária, sem o serviço de translado.

Em matéria publicada no Diário Oficial dos Municípios do Amazonas, no dia 30 de maio, a Prefeitura de Parintins registra a contratação de serviços funerários. No Processo Administrativo Nº 007/2015-CML/PMP fica acordado o fornecimento de urnas e translado de corpos do aeroporto e porto às residências em Parintins, não incluindo o serviço de transporte intermunicipal.

Com a negativa da representação municipal para o transporte do corpo a Parintins, os familiares recorreram ao Deputado Estadual Bi Garcia (PSDB) em busca de auxílio. Após articulações, a remoção do corpo à cidade foi conseguida pelo parlamentar.

O corpo de Rosa Inês chega a Parintins na manhã desta quarta-feira (18). Seu velório ocorrerá na rua Alberto Mendes, 1838, bairro de Palmares.

 

Daniel Sicsú/J

Foto: Internet