Mais casos de afogamento e enforcamento em Parintins em menos de 24h

O resgate do corpo da vítima foi realizado pelo Corpo de Bombeiro através do mergulhador Cabo Pinheiro (foto: Clemer  Carneiro)

Duas mortes em menos de 24h marcaram a manhã de ontem, 19, na cidade de Parintins (369 km de Manaus). A primeira aconteceu durante a madrugada quando o adolescente Everton da Silva Beltrão, 17, cometeu suicídio. Everton residia na Rua Maués no bairro de Nazaré. O adolescente foi encontrado morto pendurado em um fio elétrico na residência da namorada, situado no Beco Coronel José Henrique, no bairro da Francesa. Segundo a namorada eles tiveram um pequeno desentendimento e horas depois ele cometeu o suicídio. “Brigamos e eu tinha terminado com ele, mas ele não aceitou. Eu estava dormindo, quando ouvi um barulho e me deparei com Everton pendurado, tentei anima-lo mais não consegui”, disse a namorada.

O laudo médico expedido pelo legista Jorge de Paula Gonçalves, com apoio do técnico Benedito Pimentel e Afrânio de Jesus aponta que a morte foi causada em decorrência de asfixia por enforcamento. Benedito Pimentel informou ainda que o jovem também possuía um recente ferimento superficial (corte) no pulso.

 

A outra morte aconteceu na Orla do Bairro da União também na manhã de ontem, por volta das 10h, quando o auxiliar de Serviços Gerais da Escola de Tempo Integral, CETI, Francisco Elielson Barbosa da Silva, 40, que residia na Rua Francisco Belém no bairro de Santa Clara desapareceu nas águas.

Segundo familiares, “Francisco foi até o flutuante do irmão, tomar um banho e ao cair na água não voltou mais”. O resgate do corpo da vítima foi realizado pelo Corpo de Bombeiro através do mergulhador Cabo Pinheiro. “Tivemos muitas informações a respeito do ocorrido, principalmente sobre o local que ele mergulhou e o encontramos”, relatou o mergulhador.

Cabo Pinheiro deixa um recado aos banhistas que tomem muito cuidado, principalmente nessa época, porque Parintins é uma Ilha e pra todos os lados temos Balneários improvisados, porque aparentemente a água é tranquila mas oferece riscos.

O exame de necropsia constatou asfixia por afogamento, como a causa mortis de Francisco.

 

 

Kedson Silva/JI

 

você pode gostar também