Maná Produções desmente insinuação de esquema com diretoria do Caprichoso

Foto: Reprudução FacebookNotícia do dia 01/08/2019

Um áudio publicado em grupos de WhatsApp, nesta semana, expõe as atividades financeiras da empresa responsável pela captação de recursos junto a entidades pública e privada para os bumbás Garantido e Caprichoso.

A gravação, provavelmente foi feita do diálogo entre a sócia- proprietária da Maná Produções, Comunicação e Eventos, a parintinense Márcia Nogueira, o presidente do bumbá-Caprichoso, Babá Tupinambá, o financeiro Adelino Aguiar e o contador de nome Márcio.

O assunto vem à tona às vésperas da eleição para a escolha do sucessor de Babá Tupinambá, cujo pleito está marcado para o dia 1º de setembro, como consta no estatuto do bumbá Azul e Branco.

Em nota distribuída à imprensa, Márcia Nogueira afirma que o seu nome está sendo usado indevidamente para forjar um esquema com o atual presidente do Caprichoso e assim prejudicar a campanha eleitoral.

A empresária explica que foi usado um áudio técnico e rotineiro em que solicita documentos administrativos para os quais confirma pagamentos de recursos. “Isso é um procedimento normal de informações para consistir a validade da destinação de pagamentos e adequações da empresa junto o CNAE”, ressalta.

Márcia comenta que o áudio virou uma deturpação de fatos, porque o projeto da empresa Maná consome um trabalho exaustivo emocionalmente e extremamente desgastante, considerando que 99% das pessoas que atuam diretamente no boi não têm ideia do quanto é difícil, doloroso e sofrido o trabalho de captação e prestação de contas.

“O projeto Parintins é o projeto profissional (sic) mais importante que tenho, porque é o projeto que envolve a minha cidade, o povo a qual eu pertenço. Lamentável que problemas pessoais ou políticos, façam as pessoas caluniarem e difamarem até quem elas não conhecem”, desabafa.

A empresária, juntamente com seu marido André Guimarães, que trabalha há 12 na captação de recursos para os bumbás Garantido e Caprichoso, encerra a nota atribuindo a divulgação do áudio ao jogo de interesses que há por detrás da eleição. “Nunca fiz esquema algum com quem quer que tenha sido o presidente e continuarei sem fazer, seja quem for o presidente”.

 

 

Nota original

 

Provavelmente por conta da campanha eleitoral do Caprichoso, envolveram meu nome, como participante de um “esquema” com o presidente do Caprichoso. Pegaram um áudio meu, técnico e rotineiro, onde peço ao Presidente do Boi os CNPJ’s para quais serão pagos determinados recursos, um procedimentos normal de informações para consistir a validade da destinação de pagamentos e a adequação da atividade da empresa que está sendo paga, uma vez que nem todas as empresas e  artistas de Parintins, tem empresa com CNAE (Código Nacional de Atividade Econômica) com atividade adequada ao tipo de serviço prestado. Por isso, sempre antes de qualquer pagamento todos os CNPJ’s precisam ser validados por um contador.

Seja lá de onde for que veio o áudio, virou uma deturpação de fatos e eu só tenho uma coisa a dizer:  o projeto Parintins é o projeto profissional mais importante que tenho, porque é o projeto que envolve a minha cidade, o povo a qual eu pertenço.

Um projeto que consome um trabalho exaustivo  emocionalmente e extremamente desgastante.  99% das pessoas que atuam diretamente no boi, não tem ideia do quanto é difícil, doloroso e sofrido o trabalho de captação e prestação de contas.

Lamentável que problemas pessoais ou políticos, façam as pessoas caluniarem e difamarem até quem elas não conhecem. 

Para finalizar, encerro dizendo diretamente para pessoa que criou este embaraço: Eu trabalho há 12 com presidentes de bois, e nunca fiz esquema algum com quem quer que tenha sido o presidente e continuarei sem fazer, seja quem for o presidente.

 Márcia Nogueira

 

 

reporterparintins.com.br

você pode gostar também