Campanha Caburi

Messias Cursino pré-candidato a prefeito, fala ao site do Koiote

Messias e esposa Ozéia

Messias Wilson de Medeiros Cursino abre a conversa que o site ParintinsAmazonas fará com todos os pré-candidatos a prefeito da Ilha em 2016. Cada entrevistado terá o mesmo número de perguntas. Messias Cursino é biólogo de formação. Tem mais de 35 anos como funcionário público federal. É professor concursado, passou por mais de duas décadas atuando no futebol parintinense. Ingressou na vida pública em 1996 sendo eleito pelo PT. Na eleição de 2000 não foi reeleito. Em 2004, Messias formou a coalisão de partidos contra o então ex-prefeito Enéas Gonçalves e foi eleito vice-prefeito. Foi reeleito com Bi Garcia em 2008. No ano de 2012 obteve 20.526 votos e perdeu o pleito por menos de 550 votos para o atual prefeito Alexandre da Carbrás. Em 2012 no meio do pleito lutou e venceu a batalha pela vida. Venceu um câncer no estômago.

Em 2016 completa 59 anos de vida, sendo mais de 20 na vida pública sem nenhum processo ou condenação. Um dos temas em voga é ser “ficha limpa” a se apresentar ao eleitorado. Antes, no entanto, Messias precisa ganhar uma disputa interna no PMDB. Pois a empresária e ex-presidente do Caprichoso Márcia Baranda também deseja disputar a prefeitura. Messias Cursino vive um dos melhores momentos, que ele mesmo considera, a melhor fase da vida. Curtindo os filhos e os primeiros netos, ao lado da esposa Ozeia. Retornou a Ilha no final de Dezembro e não parou mais. Mesmo não tendo nenhum programa de rádio e TV a disposição, Messias continua muito bem em todas as pesquisas de intenção de votos. É o segundo colocado em todas. Perdendo apenas nas sondagens para o atual deputado estadual Bi Garcia (PSDB).

Koiote: A ELEIÇÃO DE 2012 FOI DIFÍCIL POR CAUSA DA SUA SITUAÇÃO DE SAÚDE. VOCÊ ACREDITA QUE ISSO AFETOU O RESULTADO FINAL?

Messias: Foi um momento difícil em que tinha que lidar com o adversário candidato e a morte, fazia campanha e pensava na minha situação de saúde, caminhei a base de medicamentos, energético, motivado pelo abraço de cada parintinense e especialmente pelo sentimento de amor a minha cidade. Cheguei pensar em desistir, mas fui até o final, perdi de pé. Ficou guardado em minha memória um fato na última caminhada, onde uma senhora me abraçou e disse “independente do resultado sei que o senhor fez o seu melhor”, é exatamente esse sentimento que me motivou e me motiva. Ganhei a vida, eleição tem de dois em dois anos e a vida é uma só.

 

Koiote: COMO VOCÊ AVALIA A ADMINISTRAÇÃO DO ATUAL PREFEITO?

Messias: Desastrosa, péssima, ruim.  Não fez 10% do que prometeu na campanha e do que está escrito em seu plano de governo. Vive em um sonho, que é um pesadelo para nossa cidade. Hoje estamos pagando o preço alto de um desgoverno que prometeu tudo e que acabou penalizando os mais humildes que ele tanto dizia defender. Um governo de muita propaganda, porém, sem ação e pouco trabalho.

 

Koiote: COMO ESTÁ A SUA SITUAÇÃO NO GRUPO DO PMDB?

Messias: Está tranquila, a regra é clara e somos três pré-candidatos, quem escolherá será o povo através de pesquisa, mas, o importante é que somos um grupo com um único objetivo que é de melhorar a vida da população parintinense.

 

Koiote: MUITO SE COMENTA QUE VOCÊ IRÁ PEGAR UMA RASTEIRA NO PMDB. COMO VOCÊ REAGE A ESSE BOATO?

Messias: Quem dá rasteira é zagueiro e disso eu entendo (risos). Falando sério, já disse que somos três pré-candidatos e a escolha será feita pelo povo. Não está definido o nome de a, b ou c, se alguém fala isso está faltando com a verdade, somos iguais nesse processo, que será um processo moderno e democrático.

 

Koiote: COMO ESTÁ A SUA RELAÇÃO COM SEU IRMÃO TONY MEDEIROS QUE SE ENCONTRA EM OUTRO GRUPO POLÍTICO?

Messias: Família é algo indivisível e a política não afeta a nossa relação familiar. Neste momento estamos em grupos diferentes e cada um fará o seu melhor para contribuir para o crescimento de nossa cidade.

 

Koiote: QUAL A SUA RELAÇÃO COM O EX-PREFEITO?

Messias: Cordial e civilizada. Podemos hoje ser adversários, mas não inimigo pessoal.

 

Koiote: COMO VOCÊ VÊ O MOMENTO POLÍTICO?

Messias: Estamos vivendo uma crise política, e mais do que isso, uma degradação moral diante da corrupção estampada diariamente na mídia, e ainda uma descrença total nos poderes executivo, legislativo e classe política. No entanto, estamos vivendo também um momento de esperança que é a punição com prisão de governadores, senadores, deputados, prefeitos e empresários. É exatamente por esse motivo que estou colocando o meu nome a disposição do povo de Parintins hoje como pré-candidato a prefeito de Parintins.

 

Koiote: QUAL O MOTIVO DE MESSIAS CURSINO SER PRÉ-CANDIDATO?

Messias: Tenho uma história na nossa cidade e sei que posso contribuir ainda mais para melhorar a qualidade de vida da população. Tenho encontrado amigos e pessoas que nos incentivam e falam da situação que a cidade e a zona rural se encontram e isso me faz querer ser prefeito porque desta maneira posso trabalhar para reverter o caos que se encontra. Estou preparado para fazer uma gestão moderna, baseada no estabelecimento de metas e com o compromisso de servir melhor ao povo da nossa terra. Tenho o compromisso e a coragem para fazer.

 

Koiote

991542015 WhatsApp e Torpedo

[email protected]

você pode gostar também