Gov-03

Ministério da Saúde, OPAS, FVS e Prefeitura de Parintins realizam investigação sobre rabdomiólise

O trabalho consiste na visita nas localidades com registros como na região do Caburi, que concentra a maioria das notificações de Parintins, e na área indígena de Barreirinha.

Parintins e Barreirinha recebem uma equipe composta por membros do Ministério da Saúde, Fundação de Vigilância em Saúde do Estado (FVS), Organização Panamericana de Saúde (OPAS) e Prefeitura de Parintins, que estão realizando a investigação epidemiológica sobre os casos de rabdomiólise nos dois municípios. Foram notificados 23 casos da conhecida doença da urina preta. O trabalho consiste na visita nas localidades com registros como na região do Caburi, que concentra a maioria das notificações de Parintins, e na área indígena de Barreirinha, onde um caso foi registrado.

Segundo a coordenadora de Vigilância em Saúde, Elaine Pires, as ações consistem em entrevista com os familiares das pessoas contaminadas, entre outros procedimentos.

“A equipe está na aldeia do Araticum em Barreirinha e também na comunidade da Brasília fechando a investigação epidemiológica. Além da entrevista, está sendo feita também a coleta de água e pescado para estarem encaminhando para os laboratórios e órgãos que estão trabalhando na investigação para possível fechamento de casos e identificação do agente patológico”, explicou. Não há novos casos suspeitos no município.

Ela ressaltou que a Prefeitura de Parintins e Secretaria de Saúde estão dando total apoio as ações de investigação referente a rabdomiólise.

 

Texto e foto: Secom Parintins

você pode gostar também