O que é o novembro azul? Qual a importância dessa campanha?

O câncer de próstata representa 28,6% dos casos de câncer no homem, excetuando-se os tumores de pele não melanoma.

Pra quem ainda não sabe, Novembro é o mês de conscientização do câncer de próstata, assim como Outubro é considerado o mês de prevenção ao câncer de mama. A cor azul foi escolhida porque em sua grande maioria os casos são em homens, por isso, NOVEMBRO AZUL!

Mas qual a importância do Novembro azul?

É uma campanha muito importante. Segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer, no Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata!!

O câncer de próstata representa 28,6% dos casos de câncer no homem, excetuando-se os tumores de pele não melanoma. Não é possível preveni-la, mas o diagnóstico precoce está relacionado com a diminuição da mortalidade.

Mas e as mulheres?

Mas não se enganem, mulheres também podem ter câncer de próstata. O alerta é de cientistas brasileiros que começam a desvendar as características do órgão no sexo feminino. As mulheres têm próstata e podem até mesmo desenvolver câncer no órgão que é localizado logo abaixo da bexiga. Esse foi um alerta dado por um grupo de cientistas da Unesp e da Unicamp, que revelaram que o órgão não é uma espécie de apêndice, como se imaginava.

Para quem nunca imaginou que as mulheres tivessem próstata, mais uma surpresa: a glândula feminina nada mais é do que o Ponto G, que tanto debate já inspirou.

A partir de quando deve-se preocupar?

Muita gente tem em mente que é uma doença de idosos. Apesar do risco da doença aumentar significativamente após os 50 anos, cerca de 40% dos casos são diagnosticados em homens abaixo desta idade. Entretanto, a doença é rara antes dos 40 anos. Já nos casos femininos o alerta é a partir dos 60 anos e é valido para jovens que tomam hormônios na forma de anabolizantes.

Vale lembrar que a hereditariedade é um dos principais fatores de risco para a doença! Isso quer dizer que um parente de primeiro grau com a doença vai duplicar sua chance. Dois familiares com a doença aumentam essa chance em cinco vezes. Para quem tem casos na família, o recomendado é procurar um urologista a partir dos 45 anos.

Quais os sintomas?

Os primeiros sinais são:

  • Micção frequente.
  • Fluxo urinário fraco ou interrompido.
  • Vontade de urinar frequentemente à noite (Nictúria).
  • Sangue na urina ou no líquido seminal.
  • Disfunção erétil.
  • Dor no quadril, costas, coxas, ombros ou outros ossos se a doença se disseminou.
  • Fraqueza ou dormência nas pernas ou pés.

 

 

 

BRUNA VICENTINI/https://blog.dapimenta.com.br

 

você pode gostar também