Omar e Braga citados pela Andrade Gutierrez na delação à Lava Jato

O nome do senador Omar Aziz (PSD-AM) pela primeira vez é citado nas investigações da operação Lava Jato. Matéria da revista Veja que circula neste fim de semana diz que ele recebeu propina da construtora Andrade Gutierrez na obra da Arena da Amazônia. Ele foi denunciado em delação premiada do ex-presidente da empreiteira Otávio Azevedo.

A matéria afirma categoricamente que Omar e o ex-governador do Amazonas e atual ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB), receberam propina da empreiteira desde a assinatura do contrato até a conclusão da obra, que ficou pronta para jogos da Copa do Mundo de 2014.

Braga já havia sido citado por executivos da Andrade Gutierrez em novembro de 2015, no fechamento do acordo de delação, conforme publicado na imprensa nacional.

Omar Aziz evitou comentar a reportagem e disse ao BNC que vai emitir uma nota sobre o assunto. “Não posso falar agora de uma coisa que não tenho nem conhecimento”.

Já o ministro Eduardo Braga não atendeu as ligações nem respondeu  ao pedido de informação por meio de mensagem.

De acordo com números citados pela reportagem da Veja, a obra da Arena da Amazônia era para custar R$ 499,5 milhões e ao final saiu por R$ 757,5 milhões.

O contrato da obra foi assinado pelo então governador Eduardo Braga, em março de 2010, e executado por Omar, que assumiu a gestão do estado de 2011 a 2014.

 

 

http://bncamazonas.com.br/2016/03/12/omar-e-braga-citados-pela-andrade-gutierrez-na-delacao-a-lava-jato/

 

você pode gostar também