Padre Vicente Pavan assume Instituto Nacional do PIME

Uma Assembleia realizada em Brasília no final do mês de Janeiro desse ano, por membros do Pontifício Instituto das Missões Exteriores (PIME), nomeou o Padre Vicente Pavan como Delegado do Instituto Nacional do PIME. O Padre Vicente Pavan foi nomeado Delegado do PIME pelo Superior Geral de Roma em meios a 80 padres de todo o Brasil,

Vicente Pavan explica que “O PIME trabalha no Brasil faz 70 anos e no Brasil existem três diretórios divididos na região Sul, (São Paulo), no Norte 1 (Manaus e Parintins) e Norte 2 (Macapá e Belém). Essa Assembleia serviu para avaliar o ponto em que nós estamos e como nós vamos nos organizar para o futuro. Antigamente tínhamos muita dificuldade de comunicação um com os outros e agora nos tempos modernos, temos aviões que encurtam a distância e a internet (WhatsApp, facebook, instagram e outros), então não a necessidade de termos três diretórios, então será somente um”.

O Padre informa que “vou viajar em poucos dias para São Paulo, mas vou ficar fazendo encontros em todo o Brasil para organizar essa união das três regiões em um período de um ano. Volto a Parintins para acertar minhas coisas para poder ir embora. Definido tudo, haverá eleições para escolher quatro conselheiros”.

Padre Vicente Pavan

O Padre tem 72 anos, nasceu na cidade de Veneza na Itália em 1944. Veio para o Brasil (Parintins) em 1973, onde passei três anos na paroquia de São José Operário como ajudante do Padre Vitório Júrin. Depois Vicente Pavan foi para Barreirinha onde fiquei nove anos. De Barreirinha ele foi para Santa Catarina, como diretor de Seminário de Filosofia onde permaneceu por cinco anos, em seguida para São Paulo como diretor de um colégio e superior do PIME também em São Paulo terminando em 1996.

Em 1997, Pavan veio para o Andirá para descansar em um lugar solitário, sozinho, chamado ‘Grão de Mostarda’ e morou lá durante quatro anos. Mais tarde, o missionário foi chamado à Itália, onde ficou três anos trabalhando em um Centro Missionário, voltando para Parintins a chamado de Dom Giulliano em 2005, sendo vigário da Catedral de Nossa Senhora do Carmo e depois do Sagrado Coração de Jesus.

A Nova Missão

Segundo o novo Delegado do PIME, Tem muitas pessoas me dando os parabéns, não é o trabalho que gosto de fazer, porque vou ter que mudar totalmente meu estilo de vida que tinha começado a viver no meu cantinho no Andirá. “Quem segue a Jesus tem que está preparado para tudo. Você encosta sua canoa na beira de um rio e ele diz, pega a canoa e vai para o outro lado ai pronto. Esse é um momento único, mas fico preocupado porque não sei se a minha saúde aguenta. Porque viajar durante um ano todo esse Brasil não será fácil, enquanto o físico aguentar eu vou servir a Jesus”, destacou.

Cantinho do Padre na Amazônia

De acordo com ele, para eu ir para São Paulo me custa um pouco de sacrifício, porque eu já estava me preparando para me retirar em um lugarzinho na beira do Andirá, em um lugar onde tem uma casinha, uma capela para mim e esse lugar chama-se Guadalupe. Eu que já estava acostumado ficar lá, porque já não estou mais novo para fazer tanto trabalho e é um lugar pra mim poder me encontrar com Deus, mas o superior de Roma falou que durante esse período de um ano é para mim deixar tudo organizado. Eu venho aqui em Parintins de vez em quando para ver como estão minhas coisas.

Kedson Silva/JI

você pode gostar também