Campanha Caburi

Parintinenses ficam sem auxílio funeral em Manaus

A reportagem do O Jornal da Ilha recebeu a informação nesta segunda-feira, 17 de outubro, de que os parintinenses que necessitarem de auxílio funeral não poderão mais ser atendidos pela representação do município em Manaus. Conforme o que foi repassado por uma fonte do JI que preferiu não ser identificada, o serviço de auxílio funeral, de responsabilidade da Prefeitura de Parintins, foi interrompido no início deste mês.

A interrupção do auxílio deu-se em conta do encerramento do contrato do executivo com a empresa responsável pelos serviços funerários. De acordo com a fonte, o contrato não foi renovado porque a atual gestão está finalizando e decidiu-se deixar a responsabilidade de contratar outra empresa para a próxima gestão.

Em publicação feita no Diário Oficial dos Municípios do Amazonas, no dia 30 de março de 2015, a Prefeitura Municipal de Parintins tornou público o Processo Administrativo Nº 007/2015-CML/PMP, que dispunha sobre a contratação da empresa I. O. de Jesus para o fornecimento de urnas funerárias e translado de corpos, durante 12 meses, pelo valor global de R$ 333.200,00 (trezentos e trinta e três mil e duzentos reais).

Após o encerramento do contrato, o executivo municipal não deu ciência da contratação de outra firma para a realização do serviço, conforme averiguação feita pela reportagem no Diário Oficial e no sítio eletrônico Jusbrasil, o qual possui um sistema de busca e armazenamento de atos e decisões administrativas de todos os municípios do Brasil.

Sem nenhuma empresa contratada para oferecer os serviços referentes ao auxílio-funeral, os parintinenses de baixa renda que necessitarem do serviço e buscarem a representação do município em Manaus em busca de ajuda para transportar entes queridos para Parintins ficarão desassistidos e terão que fazer os sepultamentos na própria capital.

 

Daniel Sicsú/JI

 

você pode gostar também