Estado

Parintins adota medida judicial imposta ao Estado do Amazonas

As medidas valem até o dia 17 de janeiro e o descumprimento prevê interdição e multas.

Durante a primeira reunião do Comitê Gestor de Combate ao Coronavírus de Parintins, realizada nesta terça-feira (05), definiu-se uma série de mudanças nas medidas protetivas para combater a proliferação do novo coronavírus no município. As restrições são baseadas nos dados epidemiológicos de Manaus, onde a situação é crítica e não possui leitos de UTI disponíveis.

Dentre as mudanças impostas para combater o avanço da COVID-19 estão o toque de recolher que passa a ser das 22h às 5h da manhã, além do obedecimento da ordem judicial imposta a todo o Estado que restringe o funcionamento do comércio e atividades não essenciais. De acordo com a decisão fica proibido: reuniões e festas, incluindo em condomínios; visita a pacientes com COVID-19; venda de produtos por ambulantes; consumo em restaurantes; funcionamento de bares (exceto os registrados como restaurantes); divulgação de liquidação na modalidade presencial e outras. As medidas valem até o dia 17 de janeiro e o descumprimento prevê interdição e multas.

SECOM PARINTINS

#PrefeituradeParintins

#Cuidarbemdaspessoas

#Covid19

 

 

você pode gostar também