Polícia prende assassinos que esquartejaram ex-presidiário em Parintins

Dênison Souza, 22, (Deninho), Kelven Costa, 22, (Kelvinho), Diego Ribeiro e um cidadão identificado pela polícia como Luciano, foram presos nesta quarta-feira, 14, pela Equipe Houston da Polícia Civil de Parintins, acusados do assassinato e esquartejamento do ex-presidiário Gilson dos Santos Silva, o Nexita, encontrado morto no dia 11 de fevereiro nas proximidades do campo do gordo, bairro Itaúna 2.

 

Os Envolvidos

 

Segundo informações da Polícia Civil, o meliante Dênison Souza, teve participação direta no homicídio que após o crime, Dênison e outro suspeito,  ‘desfilaram’ com a  cabeça  da vítima na rua.

A Polícia Civil já representou pela prisão preventiva do acusado, que teve sua prisão decretada pela justiça parintinense. “O acusado, declarou em depoimento à polícia, que desferiu algumas facadas na vítima, após desentendimento decorrente do uso excessivo de bebidas alcoólicas, além de fornecer detalhes de como a vítima foi esquartejada”, informou o investigador Erisson Coelho.

Ele comunica que o cidadão identificado apenas como Luciano, foi um dos responsáveis pelo esquartejamento da vítima.

Kelven e Diego foram presos pela polícia de Nhamundá, encontrados na comunidade do Laguinho, zona rural do município de Nhamundá, após fugirem de cerco policial em Parintins.

 

 

Foto: Polícia Civil

Texto: Da Redação/ Com informações da Equipe HOUSTON.

você pode gostar também