Estado

Presidente da Alepin faz balanço de gestão e destaca retomada de competições

Fontenelle enaltece que apesar do ano difícil em meio a pandemia, está na luta em busca de idealizar projetos para muitas crianças e jovens que sonham em ser jogador de futebol.

O presidente da Associação da Liga Esportiva de Parintins – Alepin (C), Cleandro Fontenelle, fez um balanço de sua gestão, destacando retomada de competições, novos projetos futuros e também lamentou as perdas de amigos e a paralisação das competições em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Cleandro Fontenelle faz uma avaliação positiva do início dos trabalhos a frente da Alepin. “Iniciamos em 2019, onde graças a Deus com o pé direito, recolocando a seleção parintinense sub-19 no campeonato intermunicipal, na qual, Parintins há mais de seis anos não participava. Voltamos a ter vínculo e isso é muito importante com a Federação Amazonense de Futebol – FAF. No mês de junho, resgatamos a Copa Bumbá com a participação de quatro equipes, com disputa nos naipes: masculino, feminino, nas categorias: sub-19, máster e principal. Em seguida, fizemos em parceria com as torcidas organizadas Fla-náticos (Flamengo) e Ira Jovem (Vasco), um evento, no qual trouxemos três astros do futebol nacional: Neto Caraúbas, Ronaldo Angelim e Carlos Germano”.

 O presidente da Alepin destaca o Parintinzão de 2019 em novo formato de disputa e o sucesso do evento. “Idealizamos o Parintinzão em um novo formato de disputa, aproveitando e agradecendo a Prefeitura Municipal na pessoa do prefeito Bi Garcia e o vice Tony Medeiros, que apoiou o projeto e colocou uma estrutura, inclusive, com o retorno da transmissão do campeonato para toda região, através da Rádio Clube, e tendo o Botafogo, representante da comunidade do Paraná do Espirito Santo, conquistando seu primeiro título. Fechamos o ano de 2019 com chave de ouro com uma confraternização na categoria máster com um jogo de confraternização entre Flamengo e Vasco”.

Realização de Sonho

Fontenelle enaltece que apesar do ano difícil em meio a pandemia, está na luta em busca de idealizar projetos para muitas crianças e jovens que sonham em ser jogador de futebol. “No mês de novembro, como representante da Alepin, estive em uma reunião em Manaus junto a FAF, objetivando apoio para levar Parintins para disputar o Campeonato Amazonense de Futebol, tanto o masculino como o feminino. Conseguimos a adesão da FAF, do TJD-AM e da Associação dos Interiores de Coari e Humaita”. Ele reitera que esse é um projeto e o sonho dos ex-jogadores e amigos Delmo, Márcio Parintins, Cleandro Fontenelle, Arnaldo Chulapa (ex-São Raimundo, Paysandu e São Francisco).

Dificuldade

Como presidente da Alepin não temos condições de levar esse projeto a frente, precisamos do apoio do poder público para que juntos possamos conseguir esse feito grandioso que vai favorecer inumeras crianças e jovens, fazendo uma mudança histórica no esporte parintinense. Também temos como projeto, a retomada da antiga Copa União, trazendo para dentro do Tupyzão as seleções de Nhamundá, Barreirinha, Maués, Parintins (sede) e Terra Santa do Pará como convidada.

Pandemia

Infelizmente em 2020, em um ano atípico, de muitas perdas nas famílias, de amigos, essa pandemia paralisou nossos projetos, mas nos levou a refletir sobre a nossa vida e nossas ações, mas graças a Deus está sendo um mandato de muitas conquistas para o esporte, em especial, ao futebol parintinense, e que tão logo tenhamos uma vacina para voltarmos as nossas atividades esportivas de modo seguro.

Kedson Silva/JI

Foto: Divulgação

você pode gostar também