Gov-03

Serviço social da Semed auxilia famílias prejudicadas pela pandemia

A busca ativa de alunos, realizada pelo serviço social da Semed Parintins, começa a colher bons resultados.

O serviço de Busca Ativa da Secretaria de Educação de Parintins (Semed) acontece de segunda a sexta-feira e vem ajudando dezenas de famílias de estudantes que passam por situação de vulnerabilidade social.

A busca ativa de alunos, realizada pelo serviço social da Semed Parintins, começa a colher bons resultados. Desde o início da pandemia do novo coronavírus, várias famílias foram afetadas com a perda de renda e acabaram deixando de regularizar a matrícula de seus filhos na escola.

Além de investigar as razões das crianças não estarem regularmente matriculadas, o serviço social também atenta para o nível de dificuldade que a família desses alunos vem enfrentando, e compartilha o resultado dessa análise com a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semasth).

ona Luciney Carvalho Martins, de 34 anos, tem dois filhos com deficiência. O filho mais velho recebe o BPC (Benefício de Prestação Continuada), pago pelo Governo Federal. Em dezembro o benefício deixou de ser pago, pois, com a pandemia, o filho de dona Luciney deixou de frequentar a escola. Com o dinheiro do benefício a mãe comprava alimentos, remédios e até pagava o aluguel do local onde morava com os filhos. Sem a renda, a família não tinha para onde ir.

“Ficou muito difícil a situação depois que o benefício foi cortado. É doído você olhar seu filho e não poder oferecer nada a ele, nem mesmo o que comer. Foi quando a equipe do Serviço Social da Semed apareceu e puderam me ajudar”, relatou dona Luciney.

Orientadas pelo prefeito Bi Garcia e o secretário de educação Azamor Pessoa, as assistentes sociais da Semed imediatamente acionaram Semasth e INSS. “Elas foram com o INSS e recuperaram o benefício do meu filho. Chamaram a Semasth e a gente ganhou cesta básica, e depois o auxílio aluguel. Só tenho muito a agradecer a Deus e a Prefeitura por essa ajuda imensa”. Disse a mãe emocionada.

 

Secom

você pode gostar também