Estado

Sobre o Hospital Padre Colombo…

A saúde pública é prioridade em qualquer circunstância. O povo não tem culpa se o governo deixa de repassar dinheiro ou descumpriu algum acordo que interfira no atendimento. Hospital é para cuidar do paciente. Essa polêmica que, vez por outra, envolve o Hospital Padre Colombo e o Governo do Amazonas está virando patifaria. Igual comportamento de criança birrenta. Toda vez que a grana não cai nos cofres do Hospital a notícia é trivial; o Hospital vai fechar as portas. Aí, entra um intermediário para resolver o problema. Por falar em intermediário, coincidência ou não, Bi Garcia na condição de prefeito ou deputado estadual se articulou e impediu a tragédia.

Ai fica a pergunta, quem vai resolver o problema quando o Bi Garcia não tiver mandato? Outra pergunta, será que o Hospital vai fechar, realmente?  É por isso que essa ‘birra’ de criança tem que acabar. O governo precisa pagar os recursos corretamente ou assumir de vez o Hospital Padre Colombo. O governo do Amazonas  não tem hospital em Parintins que é cidade polo no baixo Amazonas. Está faltando um Hospital do governo estadual na cidade. O governo faz muito pouco pela saúde do município. O Hospital Padre Colombo já viveu dias de glórias com missionários que passaram por Parintins e que não andavam com ‘pires na mão’, implorando favores.

Hoje, a realidade é outra. É por isso que o governo do Amazonas precisa assumir suas responsabilidades. O Hospital Padre Colombo precisa de investimento e o governo do Amazonas tem obrigação de injetar recursos. A prefeitura faz a parte dela, entretanto sozinha, não pode carregar essa responsabilidade. É por isso que o estado não pode se furtar de suas obrigações e o povo não pode pagar com a vida por vaidades e interesses particulares.

 

Aroldo Bruce, colaborador JI

Foto: Arquivo HPC

você pode gostar também