Gov-03

Tony Medeiros reforça pedido de instalação de postos do Corpo de Bombeiros no interior

Tony lembrou que sem energia os comerciantes sofrem com a perda de produtos perecíveis.

Para o deputado estadual Tony Medeiros (PSD), o incêndio ocorrido nos geradores da usina da Manaus Energia, no município de Parintins (distante 370 km de Manaus em linha reta), mostrou mais uma vez o quanto o interior do Estado precisa de guarnições do Corpo de Bombeiros. O sinistro deixou a cidade por mais de três horas sem energia.

Tony lembrou que sem energia os comerciantes sofrem com a perda de produtos perecíveis.  “Todo alimento que precisa ficar congelado, sem energia, fica perdido. Os prejuízos são enormes e a população sofre bastante”, afirmou o deputado.Segundo informações de moradores  o fogo começou pela manhã e atingiu rapidamente os geradores causando uma nuvem de fumaça preta que era vista de todos os cantos da cidade. Acionados os bombeiros conseguiram controlar as chamas e em seguida começaram o trabalho de rescaldo para tentar descobrir as causas do acidente.“Podemos dizer que os bombeiros evitaram uma tragédia,  pois o fogo ameaçava se espalhar para outras casas, já que a usina está instalada dentro da cidade. Por isso, em reunião com a Amazonas Energia no mês de maio, solicitei  a transferência da usina da área residencial para um outro lugar mais afastado”, explicou o deputado que fez questão de ressaltar ainda que o trabalho dos bombeiros no interior do Estado é fundamental.

Tony ressaltou também a agilidade com que os bombeiros de Parintins agiram. “Ainda bem que Parintins pode contar com a guarnição do Corpo de Bombeiros. Fico pensando nas cidades que ainda não contam com esse serviço . Por isso solicitei, em abril, que seja instalado nos municípios do Amazonas pequenos quartéis do Corpo de Bombeiros”, completou o parlamentar.

No Amazonas atualmente o Corpo de Bombeiros conta com o efetivo de 2.429  homens e somente 10  municípios e a Capital contam com postos dos Bombeiros, o que para Tony Medeiros  é absurdo se pensarmos na quantidade de municípios que tem o Estado.

 

Texto: Assessoria

Postado por Carlos Frazão/JI

 

 

você pode gostar também