UBS fluvial encerra 2019 com mais de 4.400 pessoas atendidas

A UBS volta as suas atividades normais a partir do dia 06 de janeiro.

A Prefeitura de Parintins, por meio da Unidade Básica de Saúde Fluvial Lígia Loyola, encerra 2019 com 4.429 pessoas atendidas.

A UBSF inaugurada no dia 14 de outubro conta com profissionais médicos, enfermeiros, odontólogos, agentes comunitários de saúde, de endemias, nutricionista, técnicos de enfermagem, assistentes sociais e técnico administrativo. Até corte de cabelo é disponibilizado aos moradores das comunidades rurais além de amplo trabalho de educação em saúde.

O professor Humberto Ramos Reis, da comunidade do Gregoste do Rio Uaicurapá, destacou a qualidade do serviço prestado pela Prefeitura de Parintins na localidade. Afirmou nunca ter acompanhado uma ação de saúde tão grande como a da UBS fluvial. “Em nome da comunidade, gostaria de agradecer pelo belíssimo serviço prestado aqui pelos profissionais da equipe. Agradecer também ao prefeito, e que a UBS volte a nossa comunidade mais vezes, pois é algo que soma na vida de cada um de nós”, ressaltou.

Josinaldo Siqueira Brandão, coordenador do Marajó, salientou que foi um prazer para todos receber a equipe da UBS fluvial que atendeu também a moradores de outras comunidades. “Agradecer ao prefeito Bi por lembrar do povo do interior que foi esquecido por certos administradores. É com certeza um projeto audacioso e que volte logo a nossa comunidade”.

O secretário de saúde Clerton Rodrigues agradeceu a confiança dos moradores das localidades visitadas pela UBS nesses dois meses de atendimentos, exaltando a qualidade do trabalho e os resultados do investimento da gestão do prefeito Bi Garcia e Tony Medeiros. “Nós acompanhamos o esforço da gestão em colocar em funcionamento a UBS Fluvial e hoje nos sentimos recompensados pelos números e pela mudança provocada na vida dos moradores do interior” destacou.

A UBS volta as suas atividades normais a partir do dia 06 de janeiro.

 

SECOM

você pode gostar também