Uma nova esperança para o Rio de Janeiro

Segundo a presidente da Abav-RJ, Cristina Fritsch, bons ventos estão chegando, com o próximo secretário estadual de Turismo, deputado Otávio Leite, que conhece os entraves, as carências e as mazelas do turismo  no estado e terá papel estratégico na busca de investimentos em Brasília. 

 

A velha máxima de que a união faz a força está cada vez mais em voga. Se antes, no Rio de Janeiro, as entidades lutavam cada um pela sua causa, sem buscar a soma de esforços, hoje, demos as mãos para alavancar o Turismo do estado.

Desde que assumi a presidência da ABAV-RJ, em outubro de 2015, que venho estreitando os laços com as demais entidades representativas do setor. Periodicamente, realizamos reuniões para discutir pleitos e estratégias e, nos últimos meses, por conta das eleições, tivemos encontros frequentes com o grupo de líderes das entidades cariocas, fluminenses e nacionais.

O primeiro resultado dessa união foi a criação de um documento único, onde mostramos a importância econômica do setor, compilamos as principais demandas e apontamos caminhos para estimular o turismo. O dossiê foi entregue aos candidatos do governo federal – Jair Bolsonaro e Fernando Haddad -, e aos candidatos ao governo estadual – Eduardo Paes e Wilson Witzel.  E foi muito gratificante ver que todos leram o documento e passaram a incluir o turismo em seus discursos e nas propostas de governo.

No caso do Witzel, eleito futuro governador do Rio de Janeiro, o comprometimento com o turismo foi imediato. O candidato já trata o turismo como o “novo petróleo” do estado e se prontificou a trabalhar para estimular o setor.

A questão da segurança, principal inibidor de escolha do Rio de Janeiro tanto como destino de negócios e/ou eventos como de turismo de lazer, é promessa de prioridade em seu governo, assim como o fortalecimento da Polícia Civil e Militar, incluindo o Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPtur) e a Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (DEAT).

A melhor exploração dos municípios com vocação turística, com a criação de polos econômicos com base nas características da região e com a garantia de infraestrutura e segurança necessárias para um ambiente de negócios saudável, também está na pauta. E Witzel se mostrou comprometido em reduzir ICMS da aviação a fim de estimular o setor e resgatar a competitividade de mercado. Ao que tudo indica, estamos num bom caminho.

Mas antes que as promessas se tornem realidade, uma coisa já podemos comemorar: foi a força das entidades que conduziram o deputado Federal Otávio Leite à  secretaria Estadual de Turismo. Foi uma escolha mais do que acertada: um profissional extremamente técnico e grande entendedor e defensor do segmento.

Otávio Leite conhece de perto os entraves, as carências, as mazelas que atrapalham o progresso do Turismo no nosso estado e cidade, é próximo dos principais líderes do setor e tem uma ótima articulação política, o que será estratégico para buscar investimentos em Brasília. Acreditamos que bons ventos estão chegando.

É preciso que todos entendam que o Rio de Janeiro é o retrato do turismo do Brasil e que, se o nosso destino estiver forte, com infraestrutura e segurança, todos os demais estados irão se beneficiar com isso.

 

Por Cristina Fritsch

* Presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens do Rio de Janeiro (Abav-RJ)

revistadoturismo.com.br

você pode gostar também