Unânime: ALE-AM aprova projeto do governo e greve dos professores deve chegar ao fim

Com a medida, os professores garantiram uma reposição salarial imediata de 4,73%, retroativo a março/2019 (Foto: Junio Matos)

 

Centenas de professores do Amazonas acompanharam na manhã desta quinta-feira (23), na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), a aprovação do Projeto do Governo e das três emendas parlamentares que visam atender às reivindicações da categoria, em greve desde o dia 15 de abril. A admissão foi unânime, totalizando 20 votos.

Com a medida, os professores garantiram uma reposição salarial imediata de 4,73%, retroativo a março/2019.

As emendas envolvem a diminuição do período de progressão vertical (referentes à titularidade, que passarão a ser efetivadas no prazo de 60 dias), progressões automáticas, aumento do valor do auxílio localidade e garantia de vale-transporte para professores de todas as cargas horárias. As duas últimas foram incluídas emenda.

“O movimento durou este período para mostrar como atuaremos nos próximos três anos. Estaremos constantemente vigilantes”, afirmou a professora Ana Cristina Rodrigues, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam).

Após a aprovação, uma assembleia geral será realizada no próximo dia 25, às 15h, para decidir se a paralisação chegará ao fim. O local da votação será o Sindicato dos Urbanitários, localizado na rua Barcelos, 2.496, na Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus.

 

 

Daniel Amorim/Portal A Crítica

você pode gostar também