Vereador de Parintins é apresentado a Polícia e Câmara já admite processo de cassação

O vereador Gelson Moraes (PSD) foi apresentado a Delegacia de Polícia de Parintins na madrugada desta sexta-feira em um posto de gasolina, após denúncia de uso de material entorpecente. A ocorrência da Polícia Militar se deu por volta das 5h e a Câmara Municipal já admite a possibilidade de abertura de processo de cassação. O parlamentar ja foi liberado.

Gelson Moraes já foi preso em outras ocasiões, inclusive por direção perigosa no final de 2018 quando se envolveu em um acidente na Avenida Paraíba. O parlamentar que assumiu recentemente na vaga se notabilizou por escândalos na legislatura anterior.

De acordo com o vereador Beto Farias, presidente do Conselho de Ética da Câmara Municipal de Parintins, há a possibilidade clara de início de processo de cassação, visto que existem indícios de quebra de decoro parlamentar. “A comissão precisa ser provocada, mas temos apurar o caso para dar resposta a sociedade”, destacou.

A advogada Juliana Ferreira enviou nota ao AmEmPauta

Como advogada do vereador Gelson Moraes, estive presente na delegacia de Polícia no momento em que o mesmo foi conduzido para lá. Sabendo dos fatos de forma aprofundada, não há, a princípio, qualquer fundamento legal para a cassação de seu mandato de vereador. Gelson estava em um momento de lazer, não estava no exercício de sua atividade parlamentar.

Não houve prisão em flagrante, o mesmo foi conduzido para esclarecimentos apenas e ainda prestará depoimento. De qualquer forma, a cassação do seu diploma deve se dar de acordo com o procedimento legal cabível, o qual deve obedecer ao contraditório e ampla defesa, o qual será exercido por toda a sua extensão, inclusive via judicial, caso necessário.

 

Márcio Costa/AmEmPauta

Foto: Divulgação